Definitivamente, não dá pra aceitar calado

A cena foi revoltante. No dia 10 de outubro, três menores entraram numa farmácia em Guarulhos e após roubarem mais de R$ 30 mil fugiram. Tudo parecia ser um assalto normal como tantos que existem por ai se não fosse um terrível detalhe. As câmaras de segurança da farmácia mostram um dos infratores retornar e do nada, sem nenhum motivo, disparou um tiro contra a cabeça da balconista Maria Tatiana Barros Oliveira (21) e depois fugiu. O Brasil assistiu horrorizado o desespero dos funcionários da farmácia para tentar salvar a vítima. Ela foi socorrida ainda com vida, mas morreu no hospital.

Na quarta-feira dia 27, três menores foram presos na cidade de Parati, suspeitos de serem os praticantes do crime. Um deles, inclusive, estava vestindo a mesma camisa que usou no dia do assalto. Sabe o que eles estavam fazendo? Gastando o dinheiro do assalto, rindo e se divertindo. De acordo com informações da polícia, o autor do disparo chegou a se gabar do feito e não mostrou nenhum arrependimento.

A Rede Record de televisão, no jornal que é exibido de manhã, mostrou a declaração da mãe do assassino. Sem mostrar o rosto, a mulher pediu perdão para a família da vítima e para seu filho. De acordo com ela, o rapaz que sem piedade nenhuma atirou na cabeça de uma vítima indefesa, era um rapaz “bom” e que foi induzido a entrar no mundo do crime. Em seguida, o apresentador do jornal Willian Travassos, fez seu comentário. De acordo com ele, alguns menores se envolvem no “mundo de fantasias” do crime e acabam entrando de gaiato na situação, como se estivesse endossando as palavras da mãe do criminoso. Confesso que fiquei com raiva da mulher e do apresentador.

Antes de mais nada, quero dizer que este menor era rapaz “bom” porcaria nenhuma. Trata-se de um vagabundo, que depois que matou uma inocente foi curtir na cidade de Parati. Se fosse um rapaz “bom”, o mesmo estaria estudando e produzindo algo. Não empunhando uma arma. Induzidos, minha senhora, somos nós que, obrigatoriamente, temos que conviver com monstros malditos como seu filho, que nos “induzem” a tentar se proteger em vão de suas crueldades. Seu filho é um carrasco e não merece perdão nenhum.

Nós temos que perder essa mania do brasileiro de querer explicar o inexplicável. Deve ter muitos leitores que pensam agora. Mas mãe é mãe, coitada…O que podemos esperar de uma mãe?

Mentira. Essa mulher é tão desalmada e sem coração como seu filho. Ela teve a “cara de pau” de pedir perdão a família da vítima. Enquanto alguns se compadecem com suas palavras, outra mãe, a da vítima Maria Tatiana, estava chorando em cima do caixão de sua filha. E para esta mãe, quais seriam as palavras consoladoras que poderíamos encontrar? Somente perdão resolve?

Sabe minha senhora. Seu filho mereceria pena de morte e com você assistindo, exatamente, como era praticado em alguns países. Até hoje na China, pessoas perniciosas e lixos humanos como seu filho, são mortas com tiros e a família paga a bala.

Enquanto ao apresentador Willian Travassos. Faça-me o favor! Que raio de jornalista é esse que aparentemente apóia um depoimento inútil desses? Tá na hora da Record aprender a ser televisão. Que tal de início, parar de copiar a Rede Globo em tudo? Depois aprender a transmitir algumas coisas, pois a transmissão do PAN está uma m… E não sou eu que estou escrevendo. Vão ? internet e pesquisem. Tá todo mundo reclamando.

Peço desculpas pelo desabafo. Mas foi demais ver a cena que vi e ficar quieto. Ainda bem que tenho este espaço no site{n} Acontece{/n}, onde realmente a verdade pode ser dita, sem nenhum rodeio