Corda que lhe dá segurança pode também limitá-lo


Um alpinista escalava uma montanha em meio a uma tempestade de neve. Um verdadeiro desafio!

Quase ao cair da noite, quando já se aproximava do topo da montanha, um movimento em falso fez com que ele escorregasse e começasse a despencar. Como estava equipado com todos aqueles aparatos de alpinista, num dado momento a queda cessou e ele ficou no ar, preso apenas por uma corda.


Noite feita, a neve caía em abundância e o frio era intenso. Nessa situação de desespero, só escuridão à sua volta, ele não via saída. Começou a rezar, pedindo a Deus que o ajudasse a achar uma solução, pois em breve estaria congelado.

Foi quando escutou uma voz em seu íntimo que dizia: “Solte a corda.”
No mesmo instante ele pensou: “Que pensamento mais louco! Neste momento a corda é minha única segurança! Se eu a soltar, morrerei na certa.” E, pensando assim, agarrou-se ainda mais à corda.


O dia amanheceu e, quando a equipe de resgate chegou, encontrou o alpinista morto, a apenas alguns centímetros do chão.

É pelo medo de nos desapegarmos de certas situações que aparentemente nos oferecem segurança que deixamos de alcançar maiores conquistas.

A mesma corda que lhe dá segurança pode também limitá-lo.