Carência de boas notícias

 

Fico aturdido ao ler, ouvir e ver nos jornais as notícias…

Quase sempre são noticias ruins e que não levam a edificar, mas sim a destruir em nós as coisas boas que existem…

Creio que deveríamos ter as boas notícias divulgadas pelos meios de comunicação e não o desespero em triturar o mal como se ele fosse o máximo….

Reparou que uma notícia ruim vai para toda emissora de tv, mesmo as católicas e protestantes como fogo em meio ao palheiro?

Notou que nossas notícias são bombardeios de infelicidade e tristeza e que toda emissora quer desenrolar cada vez mais as coisas, mas sempre com a conotação má e não com as coisas boas ou, como se diz em minha terra, “vendo o lado bom da moeda”?

Neste mundo moderno não conseguimos sentar para conversar… Não temos tempo e acabamos por perder aquele contato pessoal onde se para e se olha nos olhos e se conhece o outro pelo dilatar de suas pupilas…

Quantas vezes nos deparamos com fatos que deixam a gente assoberbado por demais por não entender que as pessoas podem e devem ser como são e não somente responderem ou corresponderem aos nosso ideal planejado…

As boas noticiam devem sair de nossos lábios a incentivar o outro a ser melhor e isso somente ocorrerá quando soubermos ficar diante um do outro sem a “neura” de correr para não ouvir.

Não podemos permitir que as coisas banais e violentas ou simplesmente más possam ser maiores que as coisas boas que nos ocorrem…

Quanto ainda temos que crescer diante do mal que nos assola…

Quanto ainda temos que demonstrar ao mundo que somos mais que vencedores pelo bem que fazemos e que habita em nós…

O bem que temos em nós é muito maior que o mal que fazemos ou queremos demonstrar; pena que nossos olhos se fixem mais no negativo que no positivo…

Tentemos ver o bem muito mais além e seremos muito mais felizes.

Busquemos ver além das aparências… Tentemos ver além das evidências… Mas sejamos de tal forma aqueles que deixam aflorar o bem que todos que se aproximarem de nós possam perceber como é lindo e valioso amar.

Percebendo a ajuda e o apoio das pessoas nos lembremos de que é isso que torna valiosa a pessoa: estar unidos no mesmo intento…

É.. Por hoje é só, mas quero que não esqueçamos, nem eu e nem você, de fazer valer nosso grande ideal de ir além no amor e na ajuda mútua… Pois assim faremos este mundo modernizar-se na alegria e na benção que é viver.

 

Sigamos sempre em frente com um beijo de Jesus, pelos lábios de Maria e no abraço de José em nosso coração…

 

Pe. Delair S. Cuerva,fmdp