AS 7 FACES DO DR. LAO ( George Pal, 1964 )

Quando tive conhecimento dos filmes que seriam exibidos no ciclo “Contos de Fadas Moderno” no cineclube da Associação Arte e Convívio, vários despertam interesse como “Quero ser Grande”, com Tom Hanks ou “Edward Mãos de Tesoura”, com Johnny Deep, mas o que me chamou a atenção é um filme que cansou de se exibido na “sessão da tarde”: As 7 faces do Dr. Lao.

Quando era pequena assisti muitas vezes esse longa nas tardes da Globo. É um clássico no quesito “filme fantasia”. O filme é baseado no livro “O circo do Dr. Lao” de Charles G. Finney e conta a história da visita de um circo mágico ? cidadezinha americana de Abalone.

Dr. Lao, interpretado pelo ator Tony Randall, é um chinês enigmático que, munido de um pequeno aquário, instala um circo em Abalone com atrações que irão mudar a vida dos habitantes mais influentes da cidade.

As atrações são estranhas, mas, ao longo do filme, vemos que cada uma das sete criaturas é ideal para o problema de cada personagem com quem se “relacionam”.

Como diz o título são sete faces, do próprio Dr. Lao segundo a história: Homem das Neves, Mago Merlin, Apolônio de Tiana, Pan, Serpente Gigante, Medusa e até servente.

Na verdade, Dr. Lao usa suas variadas faces para oferecer sabedoria. Alguns personagens aproveitam os conselhos, outros não.

O magnata Clint Stark ( John Ericson ) é abordado por Apolônio de Tiana, Angela Benedict ( Bárbara Éden, a eterna Jeannie é um gênio ), viúva reprimida, é alvo do mitológico Pan e o pequeno Mike ( Kevin Tate ) vira amigo do Mago Merlin.

A história do filme pode parecer “sem pé nem cabeça”, mas não esqueçam que estamos tratando aqui de “realidade fantástica”. Por ser um filme dos anos 60, os efeitos especiais são um tanto precários, mas considerados avançados para a época.

É um filme divertido, para se ver sem compromisso com a lógica. Como diz o Dr. Lao: “O circo do Dr. Lao é como a vida, tudo nele é uma maravilha”. Vale a pena assistir.

“As 7 faces do Dr. Lao” poderá ser visto no dia 10 de agosto, ? s 14 horas, no ciclo de filmes do cineclube da Associação Arte e Convívio no “ponto de cultura” que fica na Rua Prefeito Tonico de Barros, 621, centro de Botucatu.

Outros filmes do circuito:

10/08 – As 7 faces do Dr. Lao
17/08 – Feitiço do Tempo
24/08 – O primeiro mentiroso
31/08 – Quero ser grande

Érika Svícero Martins França
Jornalista – MTB 28.063

{bimg:24921:alt=interna1:bimg}