A qualidade depende da participação de todos

Havia um pequeno vilarejo que se dedicava à produção de vinho. Uma vez por ano, acontecia uma grande festa para começar o sucesso da colheita.

A tradição exigia que, nessa festa, cada morador do vilarejo trouxesse uma garrafa do seu melhor vinho, para colocar dentro de um grande barril, que ficava na praça central.

Um dos moradores pensou: “Por que deverei levar uma garrafa do meu mais puro vinho? Levarei água, pois no meio de tanto vinho o meu não fará falta.” Assim pensou e assim fez.

Conforme o costume, em determinado momento, todos se reuniam na praça, cada um com sua caneca para provar aquele vinho, cuja fama se estendia muito além das fronteiras do país.

Contudo, ao abrir a torneira, um absoluto silencio tomou conta da multidão. Do barril saiu apenas água! “A ausência da minha parte não fará falta”, foi o pensamento de cada um dos produtores.

Muitas vezes somos conduzidos a pensar: “Existem tantas pessoas neste mundo!  Se eu não fizer a minha parte, isso não terá a mínima importância…”.

É com esse tipo de pensamento que o mundo não melhora e todos “bebem água em vez de vinho”