Zona Azul no “Bairro” entra na fase final de testes

Embora já esteja em funcionamento e em fase final de testes os motoristas que cometerem infração na Zona Azul do centro comercial da Vila dos Lavradores (Bairro), só serão multados a partir do dia 18 sob concessão da Autoparque Brasil, empresa vencedora do processo licitatório, que também opera na região central da cidade, quando os infratores começam a ser multados.

“Até o dia 18 estaremos finalizando a fase de testes e adaptações. Estão no local um grupo de monitores trabalhando para tirar dúvidas que os motoristas tenham, mas observamos que muitos já estão adaptados e fazendo corretamente as operações nos parquímetros. Quem não faz o procedimento correto é orientado, mas não está sendo multado”, coloca o secretário municipal de Trânsito e Mobilidade Urbana, engenheiro Vicente Ferraudo. “As multas só passam a ser cobradas a partir do dia 18”, completa o secretário.

A colocação dos dispositivos de expansão da Zona Azul no “Bairro” estão nas ruas Major Matheus (do cruzamento com a Rua Milton Meris Jaqueta até Rua Galvão Severino), Tenente João Francisco (do cruzamento da Rua Cesário Mota até a Rua Cruz Pereira) e nas ruas Cruz Pereira, Brás de Assis, Floriano Simões e Cesário Mota, no trecho entre as ruas Rodrigues e Tenente João Francisco. A Zona Azul funcionará de segunda a sexta-feira, das 9 ? s 18 horas, e aos sábados, das 9 ? s 17 horas.

Estarão sob cobrança 300 vagas de estacionamento na região. Atualmente a tarifa por uma hora de parada, em Botucatu, está em R$ 1,40. Os demais valores variam de R$ 0,35 (por 15 minutos- somente com cartão recarregável), R$ 0,70 (30 minutos), R$ 2,10 (1 hora e 30 minutos) e R$ 2,80 (por 2 horas). Este último é o limite máximo de permanência, sendo que o motorista terá de procurar outra vaga para estacionar.

Fiscais contratados pela Autoparque farão a verificação da regularidade do estacionamento. Em caso de não ser estar regular na Zona Azul, o motorista tem até 24 horas para efetuar o pagamento de R$ 10,00 na sede da Autoparque para não ser autuado. A multa é de R$ 54,00, com a perda de três pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Atualmente 961 vagas de estacionamento em Botucatu são concessionadas. A operação do novo modelo de Zona Azul teve início em março de 2012 nas Ruas Amando de Barros, João Passos, Prudente de Moraes até a Coronel Fonseca (ao lado da Praça Coronel Moura-Paratodos), além da Avenida Floriano Peixoto, nos cruzamentos com Djalma Dutra e Rua Tiradentes. Há possibilidade, ainda, de que a Zona Azul tenha a expansão para até 1800 vagas.

Pelo contrato, a Prefeitura recebe um repasse sobre a arrecadação referente ao Imposto de Serviço de Qualquer Natureza (ISS) e ao valor das multas aplicadas aos veículos que estacionarem de forma irregular. Esses recursos serão revertidos para melhorias no trânsito do Município.