Trabalhos da FCA/Unesp recebem prêmio na Alemanha

Desde o dia 11 de novembro, o professor Marcelo Agenor Pavan, docente da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), e a pós-graduanda em Horticultura Ana Claudia Macedo, estão na Alemanha realizando viagem técnico-científica a convite da BASF, por terem trabalhos vencedores do prêmio Top Ciência, promovido pela empresa alemã do segmento de produtos químicos.

Os trabalhos desenvolvidos na FCA foram vencedores na categoria Hortifruti. Na Alemanha os pesquisadores premiados irão conhecer as instalações da BASF e participarão de um workshop sobre novas tecnologias para a agricultura mundial. Em seguida eles partem para Israel, onde irão conhecer a agricultura desenvolvida em condições anormais, além das técnicas e recursos utilizados para, mesmo nessas condições, suprir as demandas da sustentabilidade.

O trabalho do professor Pavan, denominado “Efeito da piraclostrobina + metiran na produção e na incidência do vira-cabeça na cultura do tomateiro”, foi realizado em conjunto com a aluna de mestrado do Programa de Pós-graduação em Proteção de Plantas da FCA, Leysimar Ribeiro Pitzr Guimarães.

Vira-cabeça é o nome dado a principal virose que atinge as plantações de tomate. A doença é causada por várias espécies de tospovírus e segundo o professor chega a ocasionar a perda de 75 a 80 por cento da produção. “O que fizemos nesse trabalho foi testar um novo produto que induz a resistência a diversas doenças, mas que não costuma ser usado na prevenção do vira-cabeça. Com isso, reduzimos as perdas para um total de 6 a 7 por cento da produção”.

Com a doença sob controle as vantagens para o produtor são inúmeras. “Há um aumento na produtividade e na área verde, uma melhora na qualidade do produto oferecido ao consumidor e um prolongamento no desenvolvimento vegetativo, o que, consequentemente, traz maiores lucros ao produtor numa época como o verão chuvoso, em que é mais difícil produzir por conta de uma maior incidência da doença”, esclarece o professor.

Também premiado com o TOP Ciência, o trabalho da aluna de doutorado do Programa de Pós-graduação em Horticultura da FCA, Ana Claudia Macedo, é denominado “Efeitos fisiológicos de fungicidas no desenvolvimento de plantas de melão rendilhado, cultivadas em ambiente protegido”.

Orientada pelo professor João Domingos Rodrigues, do Instituto de Biociências da Unesp (IB), Ana Claudia desenvolveu sua pesquisa numa área de plantio de melão rendilhado na Fazenda São Manuel, pertencente ? FCA.

Ela explica que o uso de fungicidas resultou numa melhor troca gasosa das plantas. “Houve um aumento de algumas enzimas antiestresse e da enzima de assimilação de nitrogênio, isso fez com que obtivéssemos frutos com maior massa e maior ratio, que é a forma como chamamos a doçura do fruto”.

{n}O prêmio{/n}

Em sua sétima edição, o prêmio Top Ciência, promovido pela BASF, já figura como um dos mais importantes fóruns internacionais de aprendizado e desenvolvimento técnico e científico na agricultura.

Depois de passar pela Argentina, Colômbia e México, o prêmio Top Ciência encerrou as atividades de 2012 no Brasil, mais especificamente em Campinas, interior do estado de São Paulo. Ao todo foram premiados 23 trabalhos brasileiros nas áreas de oleaginosas, perenes, hortifruti, herbicidas, non crop, cereais e cerais de inverno.

Fonte:
Assessoria de imprensa
Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp – câmpus de Botucatu/SP
Aline Grego/Sérgio Santa Rosa