Trabalhadores da coleta de lixo encerram a greve

“A negociação foi feita em alto nível e os trabalhadores interromperam a greve e já voltaram ao trabalho”. Assim se manifestou o secretário municipal de Obras, André Peres, que intermediou a greve dos trabalhadores responsáveis pela coleta de lixo, varrição e capinação na Cidade com a empresa concessionária Botucatu Ambiental.

Os trabalhadores interromperam as atividades na manhã desta segunda-feira reivindicando reajuste salarial de 27%, mais 47% no vale alimentação, estabilidade de um ano, melhorias nos Equipamentos de Proteção Individual (EPI), além de melhores condições de trabalho. A empresa fez a contra proposta oferecendo aumento de 10% no salário e o mesmo percentual no vale. A proposta foi aceita e o acordo consolidado.

“Agora nós estaremos fiscalizando as melhorias nas condições de trabalho prometidas aos funcionários, assim como a manutenção dos caminhões. O importante é que agora tudo volta ao normal e a impasse foi resolvido de uma maneira que agradou ambas as partes”, destacou Peres.

O secretário argumenta que se não houvesse acordo iria usar caminhões da Prefeitura  para realizar a coleta, já que apenas 30% dos funcionários estavam trabalhando. “A greve é um direito legítimo, mas existem deveres a serem considerados, como comunicar a paralisação 48 antes”. Mas isso já passou e o importante é que a coleta seletiva, que é um serviço essencial à população,  voltou ao normal”, concluiu Peres.