Tempestade de granizo causa pânico no Setor Sul da cidade

No início da noite deste sábado (9), por cerca de 30 minutos, os moradores do setor sul da cidade que abrange bairros como o Tanquinho, Vila Nogueira, Vila Santana, Vila Assunção, Morada do Sol, conhecida como Cabos e Soldados, Cecap, final do Bairro do Lavapés, parte da Cohab I e adjacências viveram momentos de pânico com uma tempestade de granizo que desabou na Cidade.

Foi um dos maiores temporais já registradas em Botucatu com pedras de granizo do tamanho de ovos de pombas caseiras, algumas até maiores, ainda. Carros e telhados de várias casas foram danificados em razão das pedras de gelo. Felizmente nenhum caso mais grave como desabamentos, foi registrado pelo Corpo de Bombeiros.

As duas regiões mais afetadas foram a Vila Assunção e Vila Nogueira aonde o gelo acumulado chegou a mais de 40 centímetros de altura. “Foi uma coisa inacreditável e assustadora o barulho das pedras batendo no telhado. Nunca havia passado por um susto igual e este. Já vi muita chuva com granizo, mas nada que parecesse com o que aconteceu hoje”, disse Alfredo Oliveira que mora na Avenida Mário Rodrigues Torres, na Vila Assunção.

A funcionária pública Simony de Mello Luis, que reside na Cecap, quando ouviu o barulho da chuva pensou no pior. “Achei que o telhado da casa ia desabar sobre minha cabeça a qualquer momento. O pior é que a gente não pode fazer nada. Só esperar e orar para o mau tempo ir embora. Passamos por momentos de puro pavor e quero esquecer isso”, comentou Simony.

Já Aparecida Leonina Blanco, alegou que ficou, literalmente, ilhada dentro de sua casa, em razão do acúmulo de gelo na garagem, calçada e rua. Ela mora na Rua Salim Kahil, parte baixa da Vila Nogueira a menos de 50 metros da nascente do Rio Tanquinho em frente a ponte de concreto. Ela disse que no início não ligou para o granizo, mas ele foi aumentando de intensidade na mesma proporção do tamanho das pedras de gelo.

“Observar aquela quantidade de gelo invadindo a casa foi amedrontador. Para onde a gente olhava só via gelo. Como aqui é parte baixa da Vila Nogueira quando chove forma uma bacia de água. Hoje formou-se aqui uma verdadeira bacia de gelo. Em alguns pontos o gelo tinha quase meio metro de altura. Quem se divertiu foram as crianças que puderam brincar no Pólo Norte da Vila Nogueira”, disse a moradoras.

O Policial Militar Borges, que mora na Associação de Cabos e Soldados na divisa com a Vila Assunção, ficou espantando com a quantidade de gelo que se acumulou nos arredores de sua casa. “Estava em outro ponto da cidade onde não estava nem ventando. Por isso estranhei quando minha mulher me ligou contando da tempestade. Realmente, a quantidade de gelo que caiu por aqui impressionou”, comentou Borges.

Se por um lado os moradores do setor sul da Cidade passaram por momentos de pavor, o mesmo não aconteceu em outros bairros. Na região central, Vila Maria, Vila dos Lavradores, Vila Aparecida, Vila Antártica, Jardim Paraíso, entre outros, não caiu uma gota sequer de chuva, muito menos gelo. A tempestade de granizo atingiu apenas uma faixa da Cidade.

Fotos: Valéria Cuter / Macaru