Sindicato e prefeitura discutem reajuste dos servidores

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Botucatu (Sispumb) já encaminhou à Prefeitura Municipal a proposta do reajuste salarial para a data base no mês de maio. O sindicato pleiteia a reposição dos últimos 12 meses, que deverá fechar em torno de 8,5%, mais um aumento real de 2%. Além disso, a proposta se estende para a correção do vale compra que hoje é de R$ 475,00, de acordo com a inflação acumulada.

O presidente do Sispumb, José Manuel Leme, revela que a posposta foi encaminhada ao Executivo em fevereiro para ser avaliada. “Fizemos uma proposta que achamos justa e que está dentro do poder aquisitivo da Prefeitura. No ano passado tivemos um reajuste salarial de 6,5% e esse percentual cobriu apenas a inflação do período, pois o aumento real não chegou a 1%. Esse ano pleiteamos uma negociação melhor para  funcionalismo”, revela Leme.

O presidente também realça que a defasagem salarial dos servidores está em torno de 11 %  acumulada nos últimos anos. “Como não conseguimos um acordo amigável para repor as perdas, entramos na Justiça e estamos aguardando a decisão. A demanda ainda nãos foi julgada, mas esperamos que seja favorável ao funcionalismo e os 11% sejam inseridos no salário do trabalhador”, coloca.

O prefeito João Cury Neto e o secretários Luiz Augusto Felippe e Ricardo Salaro,  da Fazenda e Administração, respectivamente,  estão aguardando o encerramento do mês de abril para conhecer o valor exato da infração do período para depois se reunirem com o sindicato,  apresentar números e fazer a contraproposta para costurar um acordo que atenda os interesses de ambas as partes.