Servidores terão reajuste de 5% no salário e 10% no vale

Após semanas de negociações, a Prefeitura e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Botucatu chegaram a um acordo em cima dos reajustes previstos ? categoria, que tem como data base o mês de maio. Tão logo aceita, a proposta foi comunicada no final do expediente desta terça-feira (17) aos servidores que trabalham no Paço e Garagem Municipal.

Assim, chegou-se ao entendimento para que seja feito o reajuste de 5% em cima do salário e outros 10% no vale compra e saúde, que hoje custa R$ 300, um dos maiores do Estado de São Paulo. O vale compra pode ser utilizado pelos servidores ativos da Prefeitura em diversos supermercados do Município. Já o vale saúde, que pode ser gasto em farmácias e clínicas médicas e odontológicas, é exclusivo aos servidores aposentados e pensionistas.

A proposta deverá ser encaminhada ainda nesta semana ? Câmara Municipal, para que seja votada quanto antes pelos vereadores. Se aprovada na próxima sessão do Legislativo (segunda-feira, dia 23), o projeto de lei com o novo reajuste ao funcionalismo público municipal já valerá para o pagamento deste mês de maio.

“Desde o início mantivemos um diálogo franco e transparente com o Sindicato. Conseguimos manter o compromisso de oferecer pelo terceiro ano consecutivo um reajuste acima da inflação, o que estabilizará uma média que não corroa ainda mais as perdas dos últimos 12 anos sofridas pelos servidores em gestões passadas”, observou o prefeito João Cury Neto.

“Acreditamos que o ganho real no salário é o melhor para o servidor porque gera outros benefícios no 13º, FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e aposentadoria. Isso será mais bem sentido pelos servidores assim que conseguirmos implantar a Reforma Administrativa, este sim um sonho de pelo menos 20 anos que conseguiremos concretizar nesta gestão”, emenda o prefeito.

Para o presidente do Sindicato dos Servidores, Manoel Francisco Leme, O Mané, a negociação chegou ao seu limite máximo e o acordo selado foi bom para as duas partes. “Não podemos nos esquecer que este ano acontece a reforma administrativa onde os funcionários serão beneficiados com ganhos reais nos vencimentos. É isso que procuramos passar para os servidores para que o acordo fosse selado. Agora vamos aguardar o posicionamento da Câmara Municipal”, frisou Mané leme.

A Reforma Administrativa que tem sido discutida, abertamente, com os servidores públicos municipais desde o final do ano passado, prevê reorganização administrativa, plano de carreira, avaliação de desempenho, criação do regime próprio e do Instituto de Previdência. Atualmente, a Prefeitura de Botucatu contabiliza cerca de 2.220 servidores ativos e outros 160 aposentados e pensionistas.