Semutran vai realizar avaliação nos ônibus da cidade

Está previsto para a manhã da próxima terça-feira (27) a partir das 8 horas, um trabalho de avaliação que a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semutran) irá realizar nos elevadores para deficientes físicos dos ônibus das duas empresas que exploram o transporte coletivo na cidade.

No contrato assinado em 11 de novembro de 2011 de concessão do transporte público de Botucatu, compartilhada entre as empresas Stadtbus e São Dimas, previa o compromisso de colocar uma frota de ônibus 100% nova e adaptada a pessoas com deficiência.

De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semutran), circulam pela cidade 60 ônibus. Todos contam com elevador, espaço e sinalização específica ao passageiro que se locomove com cadeira de rodas. Antes da assinatura do atual contrato de concessão, menos da metade da frota era adaptada. Por isso a avaliação é para certificar se todos os ônibus estão cumprindo o que está previsto no contrato.

Em dezembro do ano passado o secretário da Semutran, Vicente Ferraudo alegou que ainda se detectava problemas pontuais em um ou outro veículo, mas de maneira geral os elevadores têm funcionado bem e as empresas têm buscado capacitar motoristas e cobradores a como atender da melhor forma esse passageiro. “Além disso, a idade média da frota em circulação em Botucatu caiu para menos de três anos. No passado a média era superior a sete anos”,  garantiu Ferraudo.

Segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizado em 2010, mais 600 pessoas em Botucatu declararam ser deficientes motores e mais de 7 mil declararam ter mobilidade reduzida. Os munícipes com deficiência têm direito à gratuidade na passagem de ônibus. Basta procurar a Secretaria Municipal de Saúde (Rua Major Matheus, nº 7 – Vila dos Lavradores), onde será exigido o preenchimento de um formulário médico e agendada perícia. De acordo com a Semutran, 597 pessoas com deficiência tem este cartão em Botucatu.