Semutran apresenta semáforos que serão implantados em Botucatu

O jornalista Igor Medeiros da equipe da Secretaria de Comunicação da Prefeitura Municipal, informou que a Secretaria Municipal de Transporte (Semutran) apresentou o novo modelo de semáforo que será implantado ainda este ano no trânsito de Botucatu. O equipamento ficou exposto junto ? carreta de inspeção veicular da Porto Seguro, estacionada em frente ? Emef “Dr. Cardoso de Almeida”, na Praça Martinho Nogueira.

De acordo com o secretário municipal de Transporte, Vicente Ferraudo, a instalação dos semáforos com lâmpadas do tipo LED será mais uma das 15 ações previstas para este ano. Ao todo, 28 novos conjuntos semafóricos substituirão gradativamente, até dezembro, os já existentes nos cruzamentos e vias do Município. O investimento será de quase R$ 80 mil. LED é um termo em inglês para Light Emitting Diode, e representa a geração de luz utilizando a propriedade de emissão de diodos formados por cristais de materiais semicondutores.

Uma das qualidades dos semáforos LED, além do tom moderno que proporciona na área urbana da Cidade, é o fato do equipamento eliminar o “efeito fantasma” do conjunto semafórico, ou seja, os reflexos da luz solar que incidem na lente/refletor e produzem a falsa sensação de iluminação do foco. Assim os motoristas visualizarão de forma mais nítida as cores que sinalizam as indicações de “pare” (vermelho), “atenção” (amarelo) e “siga” (verde). “Isso evita confusões e possíveis acidentes”, salienta o secretário.

Outra vantagem da nova tecnologia empregada será a economia gerada pelo consumo de energia em cada ponto semafórico. “Estamos estimando uma economia, somente na conta de energia, superior a 90% por ano com este equipamento, que já é utilizado em outras cidades do País. O próximo passo, para 2011, será efetuar a compra de semáforos com contagem de tempo”, prevê.

As lâmpadas dos semáforos LED têm durabilidade de até sete anos, o que evita assim as constantes manutenções exigidas quase que semanalmente. “Isso também gera economia de combustível do veículo da Semutran e da hora trabalhada por cada funcionário da nossa equipe, que tem se deslocar constantemente em cada ponto semafórico toda vez que ele registra algum defeito, como uma lâmpada queimada”, exemplifica Ferraudo.