Sabesp pode entrar em greve nesta terça-feira

De acordo com dados contidos no site oficial do Sindicato dos Trabalhadores em Água e Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema), os funcionários da Sabesp de todo Estado podem entrar em greve na manhã desta terça-feira. A greve, por tempo indeterminado, foi discutida e aprovada em uma assembléia feita no sindicato.

A categoria está em campanha salarial e rejeitou a proposta da empresa em assembléia realizada na noite da última sexta-feira: reajuste de 5,05% (IPC-FIPE) sobre os salários e benefícios e manutenção das cláusulas sociais, pagamento de até uma folha para a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) 2010 e manutenção de 5% de garantia no emprego.

O Sintaema reivindica reajuste de 25,34% para repor a inflação dos anos anteriores mais a correção pelo Índice do Custo de Vida (ICV) do Dieese, aumento real, duas folhas de pagamento com adicionais para PLR com distribuição igualitária e garantia no emprego para 100% do efetivo, entre outras reivindicações.

Os funcionários da Sabesp de Botucatu deverão acompanhar o que for decidido em São Paulo e uma assembléia está marcada para acontecer na manhã desta terça-feira em frente ? porta de entrada da sede de Botucatu. A direção da Sabesp está preparada caso aconteça a paralisação.

“Já estamos de sobreaviso e iremos acatar o que for decido pelos funcionários de Botucatu. Eu acredito que o que está sendo decidido em São Paulo será aplicado aqui em Botucatu. Mas, vamos esperar até amanhã para ver o que os funcionários irão decidir”, colocou o superintendente, Arthur Bronzatto.

“É bom frisar que seja qual foi o resultado, ou seja, havendo greve ou não, os serviços essenciais serão mantidos para que não haja falta na distribuição de água ? população. Os serviços de manutenção da rede também continuarão sendo feitos normalmente”, garantiu Bronzatto.

Foto: Fernando Ribeiro