Sabesp identifica 171 fraudes em ligações de água na região de Botucatu

hidrometroA Sabesp constatou 171 casos de desvio de água nos quatro primeiros meses do ano, na região de Botucatu. No ano passado, das 728 denúncias acatadas, a companhia confirmou 389 ligações clandestinas.

Quando a fraude é constatada, a companhia interrompe o fornecimento de água no imóvel e notifica o cliente. O responsável deve substituir a instalação do hidrômetro convencional por uma Unidade de Medição de Consumo (UMA), equipamento projetado para evitar este tipo de ação irregular. O fraudador também paga pelo consumo real, referente aos meses retroativos.

A empresa registra um boletim de ocorrência, já que furtar água é crime, e o caso vai parar na justiça. “Para a Sabesp, além de ser um crime, o furto de água é encarado como desperdício, porque o fraudador não está preocupado com a quantidade de água que consome. Essa pessoa geralmente não usa a água de forma consciente”, disse o superintendente da região de Botucatu, Maurício Tápia.

A Sabesp conta também com a colaboração da população que pode denunciar os casos de fraudes. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 0800 055 0195 ou pelo Disque-Denúncia (181), cuja chamada é gratuita e não exige a identificação de quem telefona.

(Assessoria de Imprensa)