Rua Major Matheus vai ganhar câmeras de vídeo para monitoramento

Depois da Avenida Dom Lúcio e Rua Amando de Barros, a Rua Major Matheus, na Vila dos Lavradores, deverá ser a próxima a ser contemplada com a instalação de duas câmeras de vídeo para monitoramento 24 horas por dia. Cada câmera tem capacidade para visualizar um raio de 300 metros.

A instalação dessas câmeras é uma reivindicação antiga dos moradores e comerciantes daquela região da cidade e tudo que acontece na rua poderá ser acompanhada pela Guarda Civil Municipal (GCM), no mesmo processo que hoje é feito com as duas vias com as câmaras já instaladas. O processo licitatório deverá acontecer nos próximos dias.

A instalação de mais câmeras de monitoramento pelas principais ruas da cidade é um projeto que vem sendo alimentado pelo prefeito João Cury Neto, desde o ano passado. A idéia seria espalhar câmeras pelos bairros da cidade. Grande parte das lojas comerciais e agências bancárias, já contam com esse dispositivo de segurança interna, porém não abrange o que acontece na rua. Com as câmeras monitorando a rua pessoas suspeitas poderiam ser abordadas antes de cometerem um crime.

{bimg:8355:alt=interna1:bimg}

“Já existe um projeto desse sentido, mas ele é caro e o município não poderia arcar sozinho com o investimento. Seria muito interessante ter na Guarda Municipal um painel revelando, através das câmeras de vídeo, tudo que se passa na cidade 24 horas por dia. O projeto é arrojado e amplo, mas é necessário um alto investimento”, comentou o secretário de Segurança Pública, delegado Adjair de Campos.

Ele entende que as câmeras são dispositivos de alta tecnologia para o combate ao crime e podem auxiliar a queda no índice de criminalidade facilitando o trabalho da policia. “Hoje existe um trabalho sincronizado entre a Polícia Militar, Civil e GCM e muitas operações são realizadas. Se houvesse as câmeras espalhadas por diferentes pontos da cidade e o monitoramento feito 24 horas por dia esse trabalho em prol da Segurança Pública seria ainda mais produtivo.

Lembra o secretário que, recentemente, a GCM de Botucatu divulgou o balanço das ocorrências e atendimentos registrados nos primeiros sete meses deste ano. Ao todo, 45 pessoas, já condenadas e foragidas ou que cometeram delitos com flagrante, foram presas. Outros dez veículos furtados também foram recuperados.

Mas o destaque ficou por conta das ações contra o tráfico de drogas. Até julho, pouco mais de 2,5 kg de drogas haviam sido apreendidas pela Guarda. O maior flagrante foi registrado no último dia 20 de julho, no Jardim Itamaraty, onde agentes do Grupo de Ações Preventivas Especiais (Gape) recolheram dois tijolos de maconha, que somavam cerca de 2 kg do entorpecente.

Com um efetivo de 65 agentes, a GCM pretende, neste segundo semestre, reorganizar a abrangência de atuação da corporação. Mais guardas deverão ser direcionados aos Distritos de Rubião Júnior e Vitoriana. O policiamento escolar e nos corredores comerciais da cidade será reforçado, como também a segurança do Terminal Rodoviário, que em breve contará com um posto da GCM aberto 24 horas.

Em 2010, além de ter dobrado o efetivo, a Guarda Municipal, que registra cerca de três mil atendimentos por mês, recebeu investimentos do Poder Público para a compra de armas de fogo e armas não letais (teaser) de condução elétrica, e para a instalação de câmeras de longo alcance em pontos da cidade, o que tem ajudado no controle e prevenção da criminalidade.

Foto: Valéria Cuter