Revitalização do Bosque vem sendo debatida desde 2010

Desde 2010 se fala em reestruturação da Praça Comendador Emílio Pedutti  – Bosque,  para que sua parte superior seja transformada em um centro de alimentação (lanchódromo). Agora esse assunto volta a ser debatido e o marco zero da Cidade poderá passar por uma obra de revitalização. Naquele ano até uma verba de  R$ 487 mil que viria de emenda parlamentar do deputado Antonio Carlos Pannunzio, foi cogitada.

O projeto (foto) foi apresentado em março de 2010 pelo então secretário de Planejamento Mário Pilan Junior no auditório Cyro Pires, na Prefeitura Municipal, com a presença do prefeito João Cury,  deputado federal  Pannunzio, assessores, imprensa, personalidades políticas e membros da comunidade botucatuense. Porém, o dinheiro não veio e o projeto não saiu do papel.

O projeto previa a reforma da parte superior da Praça, onde fica o chafariz e uma cobertura alvenaria. “A cobertura será metálica, com teto térmico, e embaixo serão construídos 16 quiosques que serão utilizados por empreendedores do ramo de alimentação”, disse Pilan, na ocasião. “A fonte será totalmente reformada”, completou.

João Cury disse, na época, que a verba ajudaria a cidade a resolver dois problemas de uma só vez. “Vamos recuperar um espaço público que há muito tempo deixou de ser um ponto de encontro nas noites botucatuenses. No passado o Bosque era local de passeio, há um bom tempo já não é mais. Além de recuperar o local com infraestrutura, vamos dar vida, instalando os comerciantes que estão no largo da Catedral e em outros pontos. Lá [no Bosque] eles [comerciantes] terão melhor condição de atendimento, higiene, segurança e melhores condições de trabalho”, declarou.

Também Pannunzio disse que a destinação da verba se daria em virtude da boa aplicação. “É uma obrigação de o parlamentar devolver ao município o que o Governo Federal recolhe em impostos. Com certeza Botucatu já pagou muito mais do que recebeu. Mas a verba [emenda] só peço quando tenho confiança na cidade, na boa aplicação e no gestor. O João Cury é conhecido em todo Estado como um modelo de prefeito, na gestão e no comportamento. Ele tem objetivos de melhorar a cidade e corre atrás para concretizá-los e faz isso com maestria”, elogiou.