Região Norte define prioridades do Orçamento Participativo

Fotos: Divulgação

Na noite desta quinta-feira (22) foi realizada a segunda das cinco assembleias deliberativas do Orçamento Participativo (OP) 2012/2013 de Botucatu. A Escola Municipal “José Antonio Sartori”, no Jardim Eldorado, foi o espaço para a participação de mais de 170 moradores da região Norte.

Na oportunidade, a população pôde votar nas principais obras/investimentos dentre as demandas levantadas em reuniões setoriais e que deverão ser executadas pelo Poder Público no próximo ano depois de passar pela aprovação do Conselho do Orçamento Participativo. Assim, a ordem de prioridades na região Norte foi a seguinte: asfalto/rampa para pescadores/canalização; esgoto; praça e posto de saúde.

Paulo Sérgio Alves, coordenador do OP, novamente utilizou o espaço para prestar contas do que já está sendo feito na região Norte pelo Orçamento Participativo 2011/2012. Destaque para as obras da creche da Vila Paulista, que está em fase final, e as de saneamento realizadas na Alvorada da Barra, que inclui a perfuração de um poço e implantação da rede de água.

José Florêncio Filho, morador da Alvorada da Barra, conta que a união dos moradores foi decisiva para a obtenção de melhorias ao bairro.

“Conseguimos praça, água e iluminação pública. Agora os moradores se sentem mais motivados por poderem participar e decidir diretamente o que fazer com os investimentos da Poder Público”, afirma.

{n}Próximas assembleias{/n}

A próxima assembleia deliberativa acontece na próxima terça-feira (27), na Associação dos Servidores da Unesp (ASU), Distrito de Rubião Júnior, região Oeste. Os demais encontros ocorrerão no dia 3 de dezembro, na Escola Municipal “Paulo Guimarães”, Jardim Brasil, região Leste; e dia 5 de dezembro, na Secretaria Municipal de Educação, região Central. As assembleias do Orçamento Participativo de Botucatu são organizadas sempre ? s 19h30.

O objetivo é entregar o plano de investimentos ? Câmara Municipal ainda este ano para que as obras apontadas pela população sejam realizadas em 2013.

{n}Sobre o OP{/n}

Em Botucatu, o Orçamento Participativo consiste em um trabalho de debate e deliberação de investimentos do orçamento público municipal com a comunidade. Ele foi retomado em 2011 pela atual Administração Municipal depois de ter concluído todas as demandas represadas desde 2003.

A finalidade dele é ampliar a participação popular e tornar mais democrático o processo de decisão sobre os investimentos a serem realizados em Botucatu. No ano passado, em 56 reuniões do OP foram registradas a participação de mais de duas mil pessoas de todas as regiões da Cidade.

Em setembro de 2011 o Conselho Municipal do Orçamento Participativo entregou o Plano de Investimentos inserido na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2012. No total foram reservados R$ 5,7 milhões pela Prefeitura, valor recorde na história do Município, além de R$ 3,3 milhões destinados a obras de esgoto e água demandadas ? Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo).

Todas as obras priorizadas pelo OP em 2011 estão em execução ou em elaboração de projeto executivo. Elas compreendem serviços de pavimentações asfálticas, saneamento básico, construção de praças e galerias para águas pluviais, ampliação de creche e conservação de estradas rurais.