Recursos de shows serão usados em obras emergenciais

Três obras importantes, cujos projetos foram apresentados ao Governo do Estado para liberação de recursos, serão executadas em caráter emergencial com dinheiro da própria Prefeitura

 

Na tarde desta quarta-feira (13), o prefeito João Cury Neto reuniu representantes de setores da administração envolvidos no atendimento às famílias e na solução dos problemas causados pelas fortes chuvas que atingiram Botucatu na última terça-feira. O objetivo era fazer uma avaliação das ações e definir os próximos passos para que a rotina da cidade seja restabelecida o mais breve possível. Participaram do encontro, o coordenador da Defesa Civil, Paulo Renato da Silva e os secretários André Peres (Obras), Amélia Sibar (Assistência Social), Luiz Augusto Felippe (Fazenda) e Carlos Pessoa (Comunicação). 

“Ficamos satisfeitos porque as equipes envolvidas nos atendimentos, mais uma vez, demonstraram uma capacidade de resposta extraordinária. Nossa estrutura e capacidade de solucionar os problemas foram colocadas à prova e o resultado foi positivo. Para se ter uma ideia, funcionários da Secretaria de Obras que estavam em férias se colocaram à disposição para trabalhar no socorro às vítimas e nas ações emergenciais. Em nome da população, fica aqui meu eterno agradecimento a todos que estiveram envolvidos nesse trabalho”, afirma o prefeito. 

Durante a reunião, o prefeito João Cury ratificou a decisão anunciada durante o atendimento às famílias que tiveram suas casas alagadas pelo córrego que corta a Rua Duque de Caxias, no distrito de Vitoriana. “Algumas obras contra enchentes não podem mais esperar. Não posso deixar a prefeitura sem fazer alguma coisa para que as famílias não voltem a sofrer na próxima chuva forte, perdendo móveis e o pouco que conseguir conquistar com tanta dificuldade”, frisa.

Três obras importantes, cujos projetos foram apresentados ao Governo do Estado para liberação de recursos, serão executadas em caráter emergencial com dinheiro da própria Prefeitura: a construção de uma ponte na Rua Duque de Caxias, em Vitoriana; obras de contenção na Rua Antonio Américo Coutinho e reforço da Ponte do Salgueiro, às margens do Ribeirão Lavapés e construção de uma ponte sobre o Rio Bocaina, em Piapara. Somadas, essas três obras estão avaliadas em R$ 1,3 milhão. O prefeito determinou aos secretários de Obras e Fazenda que adotem as medidas necessárias para acelerar os processos, a fim de que as obras sejam iniciadas o mais breve possível.   

“A crise que toma conta do país tem reflexo na arrecadação dos estados. Desta maneira, os governos estão sendo muito mais cautelosos na liberação de recursos para ajudar os municípios. Por outro lado, a população não pode mais esperar. Diante disso, decidimos executar essas obras com recursos próprios. Para isso alguns setores serão sacrificados”, anuncia o prefeito. “Decidimos usar dinheiro que estavam destinados para a realização de eventos, como o aniversário da cidade. Isso não quer dizer que deixaremos de comemorar o aniversário. Não se trata disso. Mas ao invés de fazer uma festa de quatro dias, faremos em um dia só, reduzindo bastante os gastos. Neste momento entendemos que é a melhor decisão a ser tomada”, acrescenta Cury.