Recorde de recursos é destinado ao Orçamento Participativo

Com o auditório da Secretaria Municipal de Obras lotado, o prefeito João Cury Neto deu posse aos 41 conselheiros titulares e 41 suplentes do Conselho Municipal do Orçamento Participativo (COMOP).

Os componentes, que foram escolhidos por meio das assembleias populares do OP e indicados pelas associações de moradores e associações de produtores rurais, terão a missão de definir as demandas que vão compor o Plano de Investimentos para 2012, que será entregue ? Câmara Municipal no próximo dia 30 de setembro.

Na conversa que teve com os conselheiros, o prefeito agradeceu a participação de cada um deles, contribuindo para o processo de discussão das obras prioritárias para os bairros da cidade. “Todo o aprendizado que recebi ao longo dessa caminhada do Orçamento Participativo levarei para o resto de minha vida e é suficiente para escrever um livro. Não me canso de valorizar o fato das pessoas se prontificarem a deixar de lado tantas coisas para estarem aqui discutindo melhorias para o seu bairro e a sua cidade”.

A boa notícia da noite foi dada pelo chefe do Executivo ao anunciar que o volume de recursos destinados para investimentos a serem viabilizados através do OP será recorde na história de Botucatu. “Vamos honrar aquilo que prometemos, destinando 60% dos recursos voltados para investimento para que o OP decida onde serão aplicados. Será o maior montante da história do Orçamento Participativo e isso me deixa muito feliz porque ninguém melhor do que a população para saber onde o dinheiro público deve ser aplicado”.

No total foram reservados R$ 5,7 milhões para compor o Plano de Investimentos do OP para 2012. No setor de obras serão R$ 3,6 milhões, divididos entre asfalto, recape e galerias (R$ 2,6 milhões), construção de praças (R$ 400 mil), construção de centro comunitário (R$ 300 mil), área rural (R$ 200 mil) e iluminação (R$ 100 mil).

Da Secretaria de Educação foram reservados R$ 1.380.000,00 e da Saúde R$ 380 mil. Outras áreas também contribuirão para os investimentos: Assistência Social (R$ 78 mil), Esporte (R$ 30 mil), Subsecretaria de Turismo (R$ 150 mil), Subsecretaria de Indústria (R$ 84 mil).

E o volume de investimentos para atender demandas apontadas pelo OP poderá aumentar ainda mais. João Cury reuniu-se com a presidente da Sabesp, Dilma Pena, que sinalizou com a possibilidade de antecipar algumas obras consideradas prioritárias pela população.

“Ao fecharmos o plano de investimentos podemos reunir uma comissão do OP para tratar disso na sede da presidência da Sabesp, em São Paulo. Estou bastante confiante que além desse recurso recorde que sairá dos cofres da prefeitura, vamos conseguir viabilizar obras importantes de saneamento básico através da Sabesp”, comentou o prefeito.

Durante o evento de posse do COMOP também foi feita a leitura e aprovação do regimento interno, dos critérios para definição das obras que vão integrar o plano de investimentos e a realização da primeira reunião de trabalho para formação dos grupos que discutirão os investimentos em cinco áreas específicas: infra-estrutura, praças/áreas de lazer, educação, centros comunitários e rural.

Os conselheiros estão concentrados na definição do plano de investimentos que será entregue na próxima sexta-feira (30), em cerimônia marcada para as 19 horas, na Câmara Municipal de Botucatu.