Projeto busca promover melhorias nas feiras livres

Dentro da programação da Semana Municipal da Alimentação, Segurança Alimentar e Nutricional, a Subsecretaria de Agricultura lançou na manhã desta quinta-feira (18) o projeto “Feira Legal”. A intenção é oferecer apoio organizacional e financeiro para melhorias das estruturas das feiras livres em Botucatu e desta forma fortalecer os processos participativos promovendo a gestão urbana, social e ambiental das cidades, contribuindo para a qualidade de vida da população urbana e para o desenvolvimento socioambiental.

Para iniciar o projeto foi realizada uma parceira entre a Prefeitura de Botucatu, Sebrae, Fatec, Cati, Rede SANS e Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), com a intenção de conhecer a organização das feiras livres e suas funções na produção e abastecimento municipal; verificar as relações entre feirantes e as condições da oferta com o perfil e necessidades dos consumidores e identificar aspectos positivos e negativos das feiras, a fim de buscar bases para propostas de ações no planejamento municipal e o fortalecimento da atividade.

O secretário adjunto de Agricultura, Márcio Campos, explica que capacitando os feirantes e produtores rurais familiares para a venda direta de seus produtos, e será possível gerar um aumento de benefícios aos produtos e vantagens para os consumidores, já que haverá melhoria da qualidade dos alimentos.

“Atualmente temos trinta e três feirantes em Botucatu que trabalharam em seis feiras durante a semana. A intenção do projeto é melhorar as feiras, atrair consumidores e promover a venda direta dos produtos. Para esta melhoria acontecer algumas iniciativas do projeto já começaram a serem colocadas em prática como a distribuição de barracas, aventais e sacolas retornáveis para os feirantes”, ressalta.

Frederico Manuel Gaste, feirante desde 1969, aprovou o projeto e já começou a utilizar a barraca nova, avental e distribuir as sacolinhas. “Os fregueses adoraram as sacolas retornáveis, tudo que tem a intenção de trazer mais gente para feira é bem vindo, aqui é um local de convivência, onde as pessoas encontram amigos de muito tempo e compram alimentos saudáveis. A feira é um lugar que promove saúde”, comenta.

Márcio Campos informa que as melhorias nas feiras não param por aí. A intenção é fortalecer a área gastronômica e realizar, em 2013, feiras noturnas. “Pretendemos fortalecer a área gastronômica das feiras e montar uma barraca de café da manhã onde as pessoas poderão parar e tomar pingado, café com leite e outros alimentos. E em 2013 queremos colocar em prática feiras noturnas com artesanato, cultura e apresentações culturais” explica.

{n}Sobre a Semana da Alimentação{/n}

A Semana Municipal da Alimentação, Segurança Alimentar e Nutricional, em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação, teve início na última terça-feira (16) com o tema: “As cooperativas agrícolas alimentam o mundo”. Ela é uma realização da Prefeitura Municipal em parceria com o Conselho Municipal de Segurança Alimentar (Comsan).

Durante toda a semana aconteceram vários eventos, entre eles encontros, palestras, visitas ao banco de alimentos e a hortas comunitárias, além do lançamento do projeto “Feira Legal”. O encerramento da Semana será realizado na manhã deste sábado (20), na feira que funciona em frente ? Praça Alexandre Fleming, na Vila dos Lavradores.