Prefeitura já conta com projeto para nova escola técnica

A empresa Sayão Construções e Projetos Personalizados, contratada pela Prefeitura de Botucatu, acaba de apresentar o projeto executivo para construção de uma nova escola técnica (ETEC) na cidade. As negociações com o Governo do Estado já foram iniciadas pelo prefeito João Cury. A proposta é que a unidade seja construída nas antigas dependências da Fepasa, onde a administração municipal deu início ao processo de revitalização do imenso patrimônio ferroviário que por vários anos esteve abandonado.

O projeto prevê que a nova ETEC seja voltada ? área de cultura. A unidade ocupará um terreno de pouco mais de 22 mil metros quadrados, entre a Rua José Barbosa de Barros e os trilhos da ferrovia. Serão construídos três blocos de dois pavimentos para abrigar as salas de aula, laboratórios e demais dependências.

O primeiro bloco foi projetado para contar com sala de técnica de dança, sala de técnica de dança esportiva, laboratório de violão, laboratório de piano, estúdio de som, laboratório de edição e laboratório de canto e coral. O segundo deverá abrigar 12 salas de aula, biblioteca, dois laboratório de informática, sala multiuso e anfiteatro para 165 pessoas. O terceiro inclui laboratórios de material de construção, mecânica do solo, construção civil, agente comunitário, sala de apoio de topografia e edificações, sala de desenho, secretaria, administração, coordenação pedagógica, sala dos professores, arquivo e sala do diretor.

Também estão projetados auditório ao ar livre, cantina, portaria e ginásio coberto com 480 lugares, palco e vestiários. O orçamento geral estimado para a execução das obras é de R$ 13 milhões. Nos próximos dias, o prefeito João Cury deverá agendar nova reunião em São Paulo para discutir a implantação da nova escola.