Prefeitura assina termo de permissão para mais uma empresa no parque tecnológico

O prefeito de Botucatu, João Cury Neto, assinou na tarde da última sexta-feira (29) o termo de permissão de uso do Parque Tecnológico à Omics Biotecnologia, empresa especializada em medicina regenerativa.

Esta formalização, realizada no Auditório da Prefeitura – Cyro Pires, foi acompanhada pelo secretário municipal de Ciência e Tecnologia, Carlos Costa, parte da diretoria da Associação Parque Tecnológico Botucatu, entre eles seu diretor executivo, Antonio Vicente da Silva; além dos próprios representantes da Omics.

A Omics é a segunda empresa que irá ocupar uma das salas do Parque Tecnológico Botucatu. A primeira a assinar este mesmo termo, em dezembro de 2015, foi a BPI – Biotecnologia, Pesquisa e Inovação, que está acertando os últimos detalhes iniciar suas atividades no Parque Tecnológico. Outros projetos também estão em fase de análise e em breve serão assinados novos Termos de Permissão.

Péricles Hassun Filho, médico-veterinário formado pela Unesp Botucatu e presidente da Omics, conta que a empresa existe há dois anos, instalada até então em uma fazenda com acesso pelo Rodovia Marechal Rondon. “Prestamos serviços a todo o Brasil, especialmente clínicas veterinárias, como alternativa de tratamento de doenças degenerativas em animais. A nossa expectativa dentro do Parque Tecnológico é a melhor possível, com um crescimento planejado e que supra as demandas do mercado”, afirma.

O prefeito João Cury elogiou o projeto apresentado pela Omics e enfatizou que o Parque Tecnológico reúne todas as características para ser um dos maiores legados do Município. “O Brasil pode se reinventar, fazer diferente. Neste sentido, o Parque Tecnológico Botucatu é um exemplo que podemos gerar oportunidades e transformar a vida das pessoas. Não apenas no aspecto financeiro, mas também social”, argumenta.

Empresas interessadas em se instalar no Parque Tecnológico Botucatu devem presentar projeto e preencher os requisitos estabelecidos nos chamamentos públicos disponíveis no site www.parquebtu.org.br.

Estrutura

Inaugurado em 14 de abril de 2015 e credenciado em 19 de janeiro de 2016, o Parque Tecnológico Botucatu é vocacionado ao desenvolvimento de novos produtos e serviços nas áreas de bioprocessos, biotecnologia, meio ambiente, produtos florestais, produtos naturais da fauna e da flora, tecnologias sociais e logística.

Possui uma área total de 360 mil metros quadrados, onde abriga o Centro de Gestão Tecnológica “Fernando Bandeira de Mello Marins”, edifício administrativo de 1.900 metros quadrados que conta com salas de reunião, espera e treinamento, instalações para diretoria, secretaria, administração, compras, manutenção, recepção, copa, sanitários, área de atendimento, hall, dois anfiteatros e auditório para 190 pessoas.

Também conta com uma área com 18 lotes de aproximadamente 1.500 metros quadrados, com completa infraestrutura destinada a instalação de Centros de Pesquisa e Desenvolvimento públicos e privados; outra área de 33 mil metros quadrados para a construção de um Centro Empresarial e uma Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de cerca de 5.500 metros quadrados; além de uma área para expansão de 220 mil metros quadrados.

O Governo do Estado e a Prefeitura de Botucatu já investiram cerca de R$ 11 milhões no empreendimento, incluindo estudos, infraestrutura, edificações e aquisição de mobiliário e equipamentos.

O Parque Tecnológico Botucatu está localizado na Rodovia Gastão Dal Farra, Km 7 + 200 metros, a três quilômetros da Rodovia João Hipólyto Martins (SP-209) – que liga a Rodovia Castelo Branco a Botucatu. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (14) 3813-4659 (Parque Tecnológico), (14) 3811-1424 (Secretaria de Ciência, Tecnologia e inovação) ou e-mail contato@parquetecnologicobotucatu.org.br.

(Ass. de Imprensa da Prefeitura)