Prefeito vistoria obras de recuperação da Estrada do Monte Alegre

O prefeito de Botucatu, João Cury Neto, acompanhado do secretário adjunto de Agricultura, Márcio Campos, dedicou a manhã desta quarta-feira (13) para vistoriar o bom andamento das obras de recuperação do trecho de 11,9 quilômetros da BTC-360, que liga o bairro rural Monte Alegre até a cidade de Pratânia. Do total, quase seis quilômetros já receberam terraplanagem, fase que antecipa a parte de revestimento da via.

Os serviços fazem parte da segunda fase do programa “Melhor Caminho” em Botucatu, que foi viabilizado pela atual Administração Municipal João Cury Neto/Profº Caldas em parceria com o Governo do Estado. Entre 2009 e 2010, pouco mais de R$ 950 mil já haviam sido investidos para a recuperação de cinco quilômetros da Estrada do bairro rural Faxinal e outros cinco quilômetros iniciais da própria Estrada do Monte Alegre.

Agora, o investimento total nesta segunda fase é de R$ 1.055.671,29. O convênio prevê R$ 947.818,98 provenientes da Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo (Codasp), vinculada ? Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Governo do Estado de São Paulo, além de R$ 107.852,26, contrapartida feita pelo Poder Público Municipal.

O serviço contempla uma pavimentação primária com base de cascalho, drenagem, caixas de contenção, curvas de nível e alargamento de até 12 metros da via para facilitar o fluxo de veículos. Toda essa engenharia permite que a estrada não sofra desgastes principalmente nas épocas de chuvas mais intensas. Além disso, a Codasp, ao final da obra, deixa com a Prefeitura todas as instruções técnicas para que a manutenção da estrada, quando necessária, seja feita da forma mais adequada e prolongue ainda mais seu uso.

Na avaliação do prefeito João Cury, os investimentos do Poder Público em parceria com o Governo do Estado nas estradas de Botucatu permitirão um desenvolvimento social e econômico dos bairros rurais. “Essa trabalho de perenização das estradas de terra oferecem mais segurança e facilitam os serviços de transporte e ambulância, por exemplo. Este eixo escoa boa parte das produções de cana, laranja e criação de aves da nossa região e também é responsável por uma boa porcentagem da arrecadação de ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) do Município. Com mais este trecho, totalizamos quase 22 quilômetros de estradas rurais recuperadas, um compromisso nosso que assumimos com os moradores dessa região e que agora está sendo cumprido”, salienta.

Para quem mora no Monte Alegre, ver a estrada ganhar melhorias é um presente aguardado há anos. “É um sonho, uma bênção. Há 25 anos moro aqui no Monte Alegre e sempre em época de chuva a estrada piorava. Fora os buracos e pedras no meio do caminho que trituravam o carro. Agora vai melhorar, porque sem estrada boa não temos progresso”, diz esperançoso o autônomo José Roquetti, de 60 anos.

A previsão é que os serviços sejam concluídos entre setembro e outubro deste ano. De acordo com a Subsecretaria de Agricultura de Botucatu, o melhoramento da Estrada do Monte Alegre beneficia diretamente cerca de 200 propriedades.

{n}
Fonte: Igor Medeiros – PMB
Fotos: Valéria Cuter