Prefeito recebe estudantes para discutir transporte

O prefeito João Cury Neto esteve reunido por mais de duas horas, com uma comissão de estudantes da Unesp, para discutir melhorias no sistema de transporte coletivo e o projeto que prevê a construção de ciclovias na Cidade. Encontro foi acompanhado pelo vice-prefeito, Antonio Luiz Caldas Júnior; pelos secretários Vicente Ferraudo (Mobilidade Urbana) e Luiz Augusto Felippe (Fazenda), além do presidente da Copel (Comissão Permanente de Licitações), Fábio Valentino.

Os universitários solicitaram a ampliação da oferta de ônibus, sobretudo no trajeto entre os campi do Lageado e Rubião Júnior e o fim do uso restrito da meia passagem. De acordo com os estudantes, em determinados horários a oferta de transporte público é limitada, levando um número cada vez maior de pessoas a recorrer ? s caronas.

Após ouvir os relatos dos universitários, o prefeito propôs a criação de uma comissão que terá o objetivo de debater e reunir elementos para verificar a possibilidade de flexibilizar o uso da meia passagem, ampliar os horários e, eventualmente, ajustar os itinerários de algumas linhas e criar uma linha universitária que melhore a oferta de transporte público no corredor Lageado-Rubião Júnior, facilitando o acesso ? s unidades da Unesp.

Foram designados como representantes da Prefeitura na comissão o vice-prefeito e o secretário de Mobilidade Urbana. O grupo ainda contará com um representante do GAC (Grupo Administrativo do Campus), além de representantes de diretórios e centros acadêmicos da Unesp.

“São pleitos legítimos mas que precisam ser analisados tecnicamente e com responsabilidade para que não haja impacto no valor da tarifa. O sistema de transporte público tem passado por transformações profundas desde que assumimos a prefeitura. Mas nós temos o entendimento que não basta mudar. Tem que melhorar. E agora talvez tenha chegado o momento de termos um olhar especial para as necessidades dos universitários. Temos todo interesse em atendê-los mas precisamos de mais elementos para tomada de decisões. Será uma discussão saudável e que certamente trará resultados positivos”, frisa João Cury.

Quanto a liberação sem restrições do uso da meia passagem pelos estudantes, o prefeito diz que apesar de demonstrar simpatia pela reivindicação dos universitários é necessário um detalhamento técnico para verificar a viabilidade da proposta. “É preciso lembrar que também temos estudantes na ITE, Fatec, Unifac, FMR, que também teriam direito a esse benefício. A grande pergunta é qual seria o impacto disso na tarifa?”, pondera.

Ciclovia

Outra bandeira defendida pelos estudantes é a construção de ciclovias. Ao abordarem o tema, os universitários foram informados pelo prefeito que já foi contratada uma empresa especializada que trabalha na elaboração do projeto executivo da malha cicloviária do município. O trabalho está a cargo dos mesmos profissionais que desenvolveram o sistema de ciclovias de Sorocaba, considerado entre os melhores do Brasil.

Assim que o estudo for finalizado, o projeto será apresentado aos estudantes durante reunião pública a ser promovida pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana. O prefeito informou ainda que já obteve autorização da Câmara Municipal para que o município se beneficie de uma linha de crédito disponibilizada pela Desenvolve São Paulo, agência de fomento do Governo do Estado, no valor de até R$ 4,5 milhões para construir os primeiros trechos de ciclovia no município.

Os locais considerados prioritários são a ligação entre os campi da Unesp (Lageado/Rubião Júnior), a ligação da Demétria com a cidade através da rodovia Gastão Dal Farra e a remodelação completa da ciclofaixa da Rua José Barbosa de Barros, no Jardim Paraíso.

A grande novidade anunciada por Cury foi a confirmação na última quarta-feira, em São Paulo, da liberação de R$ 11 milhões pelo Governo do Estado para a duplicação do trecho de 1,8 km da rodovia Antonio Butignolli, que faz a ligação do setor norte com o campus da Unesp, em Rubião Júnior. Além da construção de nova pista, o projeto contempla viaduto e a construção de uma ciclovia. A previsão é que a obra seja iniciada ainda este ano.