Prefeito nega criação de posto de gasolina municipal

Em entrevista à Rádio Municipalista na manhã desta quarta-feira, o prefeito João Cury Neto teceu comentário sobre um assunto que vem ganhando força nas redes sociais:  instalação de um posto de gasolina municipal em Botucatu que poderia vender o combustível a um preço mais acessível à população.

Cury revelou que embora não esteja articulando nada neste sentido, esse  assunto foi comentado em uma reunião, onde os preços do combustível praticados em Botucatu são equivalentes. Por ser de interesse público chegou a fazer uma pesquisa para se inteirar do assunto e não encontrou nenhum Município do Brasil que tenha um posto de gasolina municipal.

“O preço da gasolina em Botucatu vem sendo discutido já muito tempo e é curioso que seja mais cara do que em outras cidades da região. Isso, sem dúvida, chama a atenção. Entendo que é necessário fomentar essa discussão e tentar entender os motivos dos postos da cidade praticar preços mais altos e tão e próximos de um posto para outro, praticamente, eliminando a concorrência”, colocou o prefeito.

Enfatizou que não têm nenhuma reunião agendada com os proprietários dos postos de gasolina, mas o assunto tem que ser debatido por diferentes setores da sociedade. “A possibilidade da instalação de um posto municipal não pode ser descartada, mas teria que se fazer um estudo minucioso para ver se isso é viável. Por isso, a Prefeitura não está articulando nada nesse sentido, apenas propondo uma discussão com a comunidade”, disse Cury. “Nosso questionamento é o mesmo de a população”, finalizou.