Prefeito discute melhorias na Domingos Sartori

Preocupado com o elevado número de acidentes – alguns deles com vítimas fatais – registrados nos últimos meses na Rodovia Domingos Sartori, principal via de ligação com o campus da Unesp, em Rubião Júnior, o prefeito João Cury Neto pretende discutir alternativas que possam melhorar as condições de segurança no local.

Na audiência que teve há duas semanas com a direção da concessionária Rodovias do Tietê para discutir a antecipação de obras que constam do plano de investimentos para Botucatu, o chefe do Executivo aproveitou para relatar o problema. “O presidente da concessionária me informou que no trecho sob responsabilidade da Rodovias do Tietê, que vai de Monte Mor até Bauru, o ponto considerado mais crítico é justamente a Domingos Sartori pelo alto índice de acidentes”.

Apesar de reconhecer que qualquer modificação na rodovia deve ser baseada em estudos técnicos, o prefeito faz questão de abrir espaço para que a comunidade possa discutir as medidas a serem tomadas para reduzir o número de acidentes no local. Na tarde desta segunda-feira (23), Cury recebeu em seu gabinete representantes de funcionários da Unesp e da Famesp para discutir o problema. O grupo faz circular um abaixo-assinado cobrando ações que levem mais segurança a Domingos Sartori.

Entre as medidas que deverão ser discutidas com os técnicos estão a instalação de radares e o fechamento da rotatória defronte ao Parque das Cascatas, no trecho que é tido por muitos como o mais crítico. Para o prefeito, o abaixo-assinado serve para demonstrar aos técnicos que aquilo que o que está sendo pleiteado não se trata apenas de sua vontade, mas do desejo legítimo da comunidade.

“Mas precisamos ir além disso e sermos resolutivos. Pessoas estão perdendo a vida nessa estrada e algo tem que ser feito para que essa situação tenha um basta. Vamos convocar uma reunião o mais rápido possível com a direção da Rodovias do Tietê e com representantes da Artesp (Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo) para que possamos decidir o que pode ser feito”, anunciou Cury.

Também serão convidados para participar do encontro representantes do Hospital das Clínicas da Unesp, do GAC (Grupo Administrativo do Campus), da associação de moradores do Parque das Cascatas, do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), entre outras lideranças.