Praças iluminadas atraem grande número de pessoas

 

É comum ver famílias inteiras passeando e fotografando pela extensão da praça, que tem até música ao vivo e muita gente também aproveita o fluxo de pessoas para vender os mais variados produtos

 

Para os munícipes contatados pelo Acontece, a Prefeitura Municipal acertou em cheio em lançar o projeto Natal Luz com a iluminação de diversas praças da cidade. Como os enfeites esses logradouros públicos se transformaram em pontos de encontro das famílias botucatuenses.

Receberam a iluminação do projeto Natal Luz, as praças Rubião Júnior, Pedro Torres e Bispo Dom Luiz Maria de Santana, no Largo da Catedral, Praça Comendador Emílio Peduti (Bosque), Praça Cavalheiro Virgilio Lunardi (Vila dos Lavradores), Praça Anita Garibaldi, Ginásio Municipal de Esportes, Largo da Estação (Vintinha). Ao todo são mais de 1 milhão de lâmpadas LED, de diferentes cores e estilos, que permanecerão acesas à noite até o dia 5 de janeiro de 2016. Apresentações musicais também estão na programação até 18 de dezembro.

Todas as praças iluminadas estão recebendo um grande número de pessoas, mas a preferida é a Praça Rubião Júnior, em frente a Catedral Metropolitana.  É comum ver famílias inteiras passeando e fotografando pela extensão da praça, que tem até música ao vivo. Muita gente também aproveita o fluxo de pessoas para vender os mais variados produtos.

“Desde que esta praça passou por reformas tenho frequentado, mais agora depois da iluminação, venho mais vezes. Ficou muito bonita e a população tem que preservar isso. Até gente de fora está visitando a cidade para ver esta praça iluminada”, disse o motorista Paulo César Massardi, que mora na Cohab I  estava com a esposa Sueli e os filhos Marco André e Paulo Sérgio.

A vendedora Tânia Alves de Freitas mora na Vila Maria e tem visitado as praças enfeitadas com seu marido Oswaldo e a filha Simone. “O primeiro enfeite que vi foi lá no Bosque (Praça Emílio Peduti), na apresentação das escolas de samba. Depois fui para as outras (praças), mas a mais bonita é esta aqui  da Catedral”, opinou.

Um comerciante bastante conhecido na Cidade e que pediu para que seu nome não fosse citado não está nada otimista e alegou que a  Prefeitura está fazendo o que União ACIB/CDL não fez.  Ele que já foi diretor da CDL diz que é lamentável a situação atual do comércio e prevê que muitos vão acabar fechando as portas, pois as vendas de Natal eram a esperança de muitos lojistas.

“É isso que estamos vendo. Pode sair pelas lojas e perguntar aos comerciantes. As vendas estão muito fracas. As pessoas não estão nas ruas e sim nas praças onde existem atrativos.  Se não fosse a iniciativa da Prefeitura a cidade ia ficar sem vida neste Natal.  Quem perde somos nós comerciantes que estamos sem pai nem mãe. Muitos não vão superar esta crise e acabar fechando as portas. Pode escrever isso. O comércio não tem para onde correr e está sem representatividade, mas já tem gente se manifestando”, colocou.