Padre Orestes prepara a 11ª edição da Festa do Milho na Vila Maria

Por três finais de semana diferentes o Bairro da Vila Maria deverá receber milhares de pessoas de Botucatu e demais cidades da região para a 11ª edição da Festa do Milho, coordenada pelo padre Orestes Gomes, responsável pela igreja Nossa Senhora Menina. A tradicional festa este ano acontece nos dias 02 e 03; 09 e 10 e 16 e 17 de março.

Padre Orestes enfatiza que a organização estará oferecendo aos visitantes um espaço de 1.836 metros quadrados de área coberta. “Fazer esta cobertura era um sonho antigo e foi um grande investimento porque a chuva é sempre imprevisível e espanta o público. Agora, mesmo que chova tem festa”, diz o padre da Igreja Nossa Senhora Menina.

Como o próprio nome diz a festa oferece diversos produtos derivados de milho como: curau, pamonha, bolo, sorvete, pão, pastel, pizza, milho assado, milho cozido, sopa, entre outros e para ser realizada conta com a colaboração de 200 pessoas voluntárias, que trabalham nas barracas e na confecção dos produtos para a venda.

“São pessoas abnegadas que nos ajudam todos os anos e sem elas nossa festa inexistiria. Por causa dessa colaboração é que conseguimos fazer um evento como este”, elogiou. “Quem vier prestigiar a festa, não vai se arrepender”, acrescenta, prevendo que este ano sejam consumidos mais de 35 toneladas de milho.

Orestes Gomes enfatiza que o pátio de igreja Nossa Senhora Menina se transforma numa verdadeira linha de produção. Depois que o milho chega da roça um grupo descasca as espigas, antes que sejam encaminhadas aos “departamentos da empresa”, para que os mais variados produtos sejam fabricados. Uma parte vai para o cozimento, outra para a trituração.

“Tudo que comercializamos na Festa do Milho é de primeira qualidade e feito na hora. Apenas a bebida não é feita por nós”, coloca Orestes, lembrando que festa terá início aos sábados a partir das 16 horas e aos domingos a partir das 10 horas.

A particularidade é que o milho usado na festa é plantado pelo próprio Padre Orestes que arrenda uma grande área na região. A plantação é feita no final do ano, para ser colhido depois de 100 dias. “A plantação foi muito bem e o milho estará pronto para ser colhido nos dias que antecedam a festa”, prevê Orestes Gomes. “Tudo está correndo conforme nós planejamos”, concluiu o padre da Vila Maria.