Obras interditam a Avenida Dante Delmanto

A Secretaria de Obras de Botucatu informa que a pista de entrada da Cidade pela Avenida Dante Delmanto estará, temporariamente,  interditada para veículos devido a construção de galerias de águas pluviais, no trecho onde será construída uma rotatória para disciplinar o trânsito.

Por este motivo, o trânsito no local será desviado para a pista contrária (sentido saída da Cidade) que irá funcionar em esquema de mão dupla de direção. Para garantir segurança aos motoristas, o trecho será devidamente sinalizado com faixas e utilização de cavaletes.

No total serão construídos cerca de 80 metros lineares de galeria, com tubulação de 0,60 cm e cinco caixas de captação. Cerca de 10 metros de galeria já foram assentados na quarta-feira (4). A previsão é que entre segunda e terça-feira (9 e 10) o trânsito já esteja liberado, mas a obra deve seguir ao longo da semana apenas na lateral da pista sentido Centro da Cidade.

 

Rotatória

Assim que a obra de galeria for finalizada, a obra da rotatória na Avenida Dante Delmanto será retomada pela empresa Fortpav Pavimentação e Serviços Ltda., vencedora do processo licitatório. Ela é fruto de um convênio entre o Município e o Governo Federal. O valor da construção da rotatória na Dante Delmanto é R$ 332.736,91.

O novo dispositivo organizará a distribuição do trânsito nas imediações do Distrito Industrial 1 e, futuramente, garantirá acesso rápido e seguro ao AME (Ambulatório Médico de Especialidades) e ao Centro de Recuperação Lucy Montoro, que estão em fase de instalação nas antigas dependências da Brashidro.

Esse importante investimento integra um conjunto de obras voltadas à melhoria da infraestrutura da Avenida Dante Delmanto, corredor de ligação com o campus da Unesp, em Rubião Júnior e com a região mais industrializada da Cidade.

A primeira etapa contemplou a construção de galerias de águas pluviais que resolveu o problema crônico de alagamentos em dias de chuvas fortes; troca de todo sistema de iluminação pública; além de recapeamento asfáltico dos trechos mais críticos.

O projeto prevê ainda a construção de outra rotatória na confluência com a Rua Brasílio Panhozzi (imediações da concessionária Honda) e de 2.850 metros de ciclovia que ligará os campi da Unesp do Lageado e Rubião Júnior; além de implantação de novo paisagismo.