Obras de revitalização da Amando começam neste sábado

A Prefeitura de Botucatu dará início, neste sábado (30), às obras da primeira etapa da revitalização da Rua Amando de Barros, principal corredor comercial da Cidade. Os trabalhos serão executados por equipes da Secretaria Municipal de Obras, começando pelo quarteirão entre as ruas Coronel Fonseca e Velho Cardoso.

De acordo com o secretário municipal de Obras, André Peres, que também responde pela Secretaria de Mobilidade Urbana, no período da tarde não será permitido estacionamento de veículos no quarteirão onde os serviços serão executados. A partir das 17 horas, com o fechamento das lojas, o trecho também será interditado à circulação de veículos. “Montamos um plano de ação para que haja o menor prejuízo possível ao tráfego de veículos e às atividades do comércio. Agora é mexer no primeiro quarteirão para sentir todas as dificuldades. Serão montadas várias frentes de trabalho para que possamos avançar em ritmo acelerado”, informa. 

Inicialmente haverá a retirada do calçamento e de toda a guia. Esse trabalho deve se estender até o domingo. O trecho onde os serviços estarão concentrados já foi demarcado na noite de quinta-feira. O projeto prevê uma grande modificação na infraestrutura e no aspecto visual da Amando. Para melhoria da mobilidade, as calçadas serão alargadas em cerca de um metro. Haverá padronização com implantação de piso tátil e intertravado drenante. O estacionamento de veículos será permitido em apenas um dos lados da via, com ampliação da pista de rolamento de 3,55 para algo em torno de 4 metros.

O trecho revitalizado receberá floreiras, bancos e lixeiras, além de rampas de acessibilidade. Também será feita a recuperação da pavimentação asfáltica em toda extensão da Amando. Para que haja controle de velocidade dos veículos serão instalados semáforos em todos os cruzamentos. Também está prevista a implantação de câmeras de monitoramento para reforçar a segurança no local. Haverá reforço no sistema de iluminação, com utilização de lâmpadas mais potentes, econômicas e eficientes.

Essa obra, prometida desde 2004, finalmente sairá do papel, com objetivo de modernizar o principal corredor comercial da Cidade. A principal mudança será em relação às melhorias propostas para o cabeamento e fiação elétrica que atualmente causam grande poluição visual no principal corredor comercial da cidade. O alto custo para substituir o sistema atual por uma estrutura subterrânea fez com que a Prefeitura optasse por uma fiação mais compactada. “É uma solução mais barata e que vai reduzir bastante a questão da poluição visual que hoje incomoda quem passa pela Amando”, afirmou o secretário adjunto de Comércio e Serviços, Antonio Zorzella Neto.       

O custo total da revitalização da Amando está estimado em R$ 2 milhões. O investimento será feito integralmente pela Prefeitura com recursos dos cofres municipais. Segundo o prefeito João Cury Neto, o longo prazo entre a concepção do projeto e o fechamento dos orçamentos que permitirão o início das obras demonstra a complexidade da obra. E, segundo ele, o investimento está garantido.

“Agradeço a CPFL, Telefônica, NET, Sabesp. Há várias concessionárias de serviços públicos e empresas envolvidas e que prestam serviços aos comerciantes da Rua Amando. Elas têm que estar envolvidas com o projeto porque qualquer decisão pode impactar nos serviços que prestam à população. Isso exigiu de nós um trabalho de articulação permanente para ouvi-los e para que pudéssemos definir os custos. O projeto será executado. Não tem volta. Eu empenhei minha palavra e não posso terminar o mandato e entregar o cargo sem honrar esse compromisso que assumi no passado”, frisa Cury. 

  (Ass. de Imprensa da Prefeitura)