Mutuários vão assinar contratos de casas populares

Na próxima terça feira as 71 famílias contempladas com moradias no Residencial Nova Esperança, assinam os contratos de posse, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Habitação. Para o processo, que acontece das 18 às 20 horas, no Ginásio Municipal – Dr. Mário Covas Júnior.

Devem estar presentes o casal responsável, portando um documento de identidade e este passo é o último antes da entrega das chaves, que deve acontecer também no mês de agosto. Vale destacar ainda que as famílias recebem os imóveis totalmente legalizados, com escrituras. 

“Esta é com certeza a parte mais importante de todo o processo. Os moradores passam com a assinatura destes contratos a serem os proprietários legais de suas novas casas”, destaca o secretário Municipal de Habitação, José Carlos Broto.

 

Sobre o Nova Esperança

O investimento na construção do Nova Esperança é de R$ 6,7 milhões. A CDHU repassa os recursos financeiros para a Prefeitura, que doou o terreno e administra as obras. O novo bairro foi erguido com infraestrutura completa ao lado do Residencial Caimã, no distrito de Rubião Júnior [Rua Doutor Walter Maurício Correa]. As casas terão dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro, distribuídos em 47,1m² de área construída.

Os imóveis serão entregues com piso cerâmico e laje em todos os cômodos, azulejos na cozinha e no banheiro, muro de divisa entre os lotes, passarela de acesso e instalação hidráulica preparada para receber aquecedor solar para água do chuveiro.

O prazo para quitar o financiamento habitacional será de até 25 anos. As prestações receberão subsídios do governo estadual, sendo calculadas de acordo com a faixa de renda de cada família. Assim, aquelas que ganham de um a três salários pagarão o equivalente a 15% do rendimento.