Morte de Dom Mucciolo deixa Botucatu de luto

Foto: Valéria Cuter

O prefeito de Botucatu João Cury Neto decretou luto oficial de três dias no município em razão do falecimento do Arcebispo Emérito Dom Antonio Maria Mucciolo, ocorrido no último sábado (29), na UTI do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo (SP).

Dom Mucciolo faleceu na tarde do último sábado (29 de setembro) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, em função da falência múltipla de órgãos, foi velado na Catedral Metropolitana de Botucatu, onde foram realizadas ininterruptas missas de corpo presente e orações, sendo sepultado nessa segunda-feira (1º outubro) na cripta da Catedral de Botucatu.

{n}Íntegra da nota{/n}

“É com pesar e consternação que registramos a morte de Dom Antonio Maria Mucciolo, Arcebispo Emérito de Botucatu e uma das referências da Igreja Católica no Brasil, ocorrida no último dia 29 de setembro, em São Paulo.

Homem culto, líder religioso de grande influência e reconhecido valor pelo importante trabalho eclesiástico desenvolvido ao longo de sua vida sacerdotal, ofereceu inestimável contribuição não apenas ? comunidade católica mas a todo povo botucatuense, quando de sua marcante passagem pela nossa arquidiocese, entre os anos de 1989 e 2000.

Nesse período, entre suas inúmeras realizações, foi o responsável pela criação de várias paróquias e ordenação de diversos sacerdotes. Construiu a “Casa Cura D’Ars” que acolhe sacerdotes idosos e desmembrou a Arquidiocese de Botucatu criando a nova diocese de Ourinhos, em 30 de dezembro de 1998. Grande incentivador das comunicações, fundou a Rede Vida de Televisão, primeira emissora católica do Brasil, na qual ocupava o cargo de presidente.

Em nome do povo de Botucatu deixo registrada nossa eterna gratidão a Dom Antonio Maria Mucciolo, um homem que cumpriu fielmente sua missão como um servo de Deus.

Neste momento de dor e tristeza, apresentamos nossa solidariedade e sentimentos a todo o clero, aos familiares e amigos de Dom Antonio. Recebam nesta hora difícil, nosso abraço de afeto e profundo respeito”.