Milhares de pessoas passaram pelos cemitérios no Finados

Nesta quarta-feira (2), em razão do Dia de Finados, milhares de pessoas passaram pelos três cemitérios de Botucatu: Portal das Cruzes, Jardim e o do Distrito de Vitoriana, que juntos somam mais de 70 mil sepultamentos (só Portal que é o maior e mais antigo da Cidade contabiliza desde 1893 pouco mais de 58.500). Os outros dois somam juntos algo em torno de 9 mil sepultamentos.
Dezenas de pessoas vieram de outras cidades e até de outros estados brasileiros para visitar aos jazigos de familiares e os portões dos cemitérios foram abertos já no início da manhã e, por conta do horário de verão, permaneceu até ás 19 horas. Para os católicos foram realizadas missas em diferentes horários. Agentes fiscais de renda da Prefeitura também coibiram a comercialização ambulante na parte interna dos cemitérios.

Os administradores dos cemitérios e a equipe da Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) ficaram atentos e procuraram orientar para que as pessoas optassem em levar arranjos de flores artificiais (plástico) devido a sua durabilidade e, principalmente, por não precisar ser regadas com água que, se acumulada em vaso ou suporte, permite a proliferação das larvas do mosquito da dengue (aedes aegypti).

Dos três cemitérios da Cidade, é no Portal das Cruzes, onde estão sepultadas as pessoas que fizeram parte da história de Botucatu e na administração estão registrados fatos muito curiosos desde que o cemitério foi inaugurado. Um dos fatos curiosos é o sepultamente em série de dezenas de pessoas que ano de 1918, contraíram a gripe espanhola.

Outra curiosidade é jazigo da camponesa Ana Rosa que nos anos 1890 foi brutalmente assassinada pelo seu marido Francisco, conhecido como “Chicuta”. O seu jazigo é o mais visitado todos os anos e nele existem centenas de placas de bronze de agradecimentos feitos por pessoas que asseguram que através de promessas e orações feitas a Ana Rosa conseguiram milagres.

{n}{tam:25px}Informatização foi a maior novidade{/tam} {/n}

{bimg:27134:alt=interna:bimg}

Sem sombra de dúvida, a maior novidade deste ano proporcionado pela Prefeitura foi a implantação do sistema informatizado de consulta dos cemitérios que permite encontrar informações como data e número de sepultamento, filiação, quadra, rua e número do jazigo onde determinada pessoa está sepultada.

O trabalho, iniciado em junho de 2010, e coordenado por Jorge de Campos Júnior, chefe da Seção de Processamento de Dados do Poder Executivo Municipal, foi realizado de forma meticulosa, com a utilização de um sistema de banco de dados e a colaboração de estagiários que ficaram responsáveis por transferir os dados de cada óbito para os computadores.

No Cemitério Jardim, um terminal eletrônico já esteve disponibilizado ao público durante todo o dia. No Portal das Cruzes os visitantes puderam, na própria administração, obter auxílio de estagiários que através de computadores também efetuaram consultas sobre a localização exata dos sepultados.

Com essa nova sistemática, o interessado também poderá utilizar o sistema de pesquisa sem sair de casa. Basta acessar o link www.botucatu.sp.gov.br/cemiterio. A consulta aos dados está liberada desde o dia 12 de outubro. “Como há registros muito antigos e a quantidade de nomes é muito grande, a possibilidade de haver algum dado incorreto aumenta. Caso isso aconteça, a pessoa deve entrar em contato com o cemitério para que o cadastro seja alterado”, orienta Jorge de Campos Júnior.

Fotos: Valéria Cuter