Internos da Fundação CASA lançam exposição no MAC

Os internos do Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (Fundação CASA) estão expondo vários trabalhos artísticos no Museu de Arte Contemporânea (MAC) Itajahy Martins, na Mostra Casa das Artes – 2ª edição. A exposição é um conjunto de trabalhos realizados pelos jovens integrantes das oficinas de Técnicas de Pintura, em parceria com o MAC e Secretaria Municipal de Cultura, por meio do Edital PIPA 2010.

A mostra teve início na tarde desta quarta-feira (13) e se prolonga até 13 de novembro, com visitação de terça a sexta-feira das 9 as 18 horas e sábado das 9 as 13 horas. O público que esteve presente na abertura da Mostra se serviu de um coquetel oferecido pelos alunos dos cursos de Panificação Artesanal e Quituteria, desenvolvido pelo mestre João Cyrino Neto e seus alunos.

A exposição está sendo coordenada pela professora Claudia Bassetto, que explica que o projeto Casa das Artes, nessa sua segunda edição, fomenta a arte autônoma para o contínuo desenvolvimento do potencial criativo do educando, de seu conhecimento e habilidades específicas nas linguagens visuais.

{bimg:11957:alt=interna1:bimg}

“O trabalho dos adolescentes e da oficina de Técnicas de Pintura, em sua terceira edição na Unidade, conta com exercícios que exploram os fundamentos da linguagem visual e a história da arte, com trabalhos em desenho, pintura e objetos, apresentando leituras de artistas consagrados como Frida Kahlo, Tarsila do Amaral, Francisco Rebolo, Pablo Picasso, entre outros”, observou Cláudia Bassetto, lembrando que a oficina é ministrada pelo artista plástico e arte educador, Everton Oliveira.

{bimg:11958:alt=interna2
:bimg}

“Acreditando no desenvolvimento humano pela educação e pela arte, a Fundação CASA Botucatu oferece, aos seus jovens, atividades artísticas e culturais como cinema e fotografia, teatro, capoeira, artesanato, projetos de leitura e literatura, técnicas de pintura, além de cursos de educação profissional, escolarização formal e atividades de esporte e lazer”, comentou Everton Oliveira.

De acordo com a diretora da Fundação CASA, a advogada Juliana Rosa, o Plano Político Pedagógico da Instituição e a proposta de Arte e Cultura inclui a organização e promoção de oficinas, cursos e eventos na área, a fim de garantir aos jovens, o acesso ? diversas linguagens artísticas, visando o desenvolvimento humano e biopsicossocial dos adolescentes.

{bimg:11959:alt=interna3:bimg}

“Essa formação contempla também as relações entre arte e educação a fim de estimular o exercício da sensibilidade artística. Em atenção ao que está disposto no SINASE (Sistema Nacional Sócioeducativo) levantou-se a necessidade da criação de um projeto dessa natureza em nossa Unidade – o Casa das Artes – que tem o objetivo de proporcionar aos adolescentes o desenvolvimento de sua criatividade, o protagonismo, a construção de sua identidade, o resgate da auto-estima, a formação de vínculos e o desenvolvimento de habilidades, atitudes e valores”, explica a diretora da Fundação.

“Temos oportunizado cada vez mais o acesso de nossos jovens ? arte como fator fundamental na construção de sua cidadania, além de proporcionar-lhes o desenvolvimento de seu senso crítico e estético, além da criação do gosto pelas mais variadas linguagens artísticas”, complementou Juliana.

Fotos: Valéria Cuter