Iniciado projeto de revitalização da Vital Brazil

A Construtora Resiplan, empresa genuinamente botucatuense e com atuação centrada nesta cidade, aderiu  ao programa "Adote uma Área" (Decreto 8941/12), assim como algumas empresas também já o fizeram e, porque entende que a iniciativa privada não pode se omitir em colaborar com o bem comum.

Empresa tem ciência de que sua participação deve transcender sua função precípua de propiciar o crescimento de todos, sócios e sociedade, através da criação de empregos, geração de renda, produção e distribuição de bens, uma vez que o princípio da função social demonstrado no interesse pela coletividade, através da possibilidade de vida digna a seus funcionários, respeito ao meio-ambiente, circulação de riquezas, leva a empresa, consequentemente, a atingir seus principais objetivos.

O projeto de revitalização e manutenção dos canteiros centrais da avenida Dr. Vital Brazil foi apresentado às Secretarias Municipais de Meio Ambiente, Obras e Trânsito. Também foram consultados especialistas e reuniram-se os empresários e proprietários de imóveis da avenida para apresentação do mesmo. Aprovado, a Resiplan assinou a parceria com o poder público para realizar a iniciativa. O projeto compreende duas fases distintas.

A primeira, iniciada dia 9 de outubro, corresponde à revitalização e à manutenção dos canteiros centrais com substituição das árvores por palmeiras rabo-de-raposa. As árvores plantadas anteriormente, por não se adequarem ao local e terem sua condução prejudicada, muitas vezes causaram a obstrução da visão de pedestres e motoristas, colocando em risco, inclusive, a integridade física dos transeuntes.

A palmeira foi escolhida por se adequar às dimensões dos canteiros existentes (cujas características são as que a avenida comporta). Seu sistema radicular propício e sua formatação longilínea conferem, também,  visibilidade e segurança, sendo a espécie mais resistente e apropriada para a situação.

Além disso, as palmeiras são as plantas que original e tradicionalmente ornamentam a parte baixa da avenida, que vai do cruzamento com a rua Pinheiro Machado até a  região da Rodoviária. Nesta fase já foram plantadas 53 palmeiras. Corresponde também ao reparo dos canteiros, pintura, abertura de passagem para pedestres, plantio de flores e grama e colocação de totens indicativos com iluminação alimentada por painéis solares fotovoltaicos (que convertem a energia do sol em energia elétrica).

A Resiplan também fornecerá 6 novos abrigos para pontos de ônibus, bebedouros e lixeiras em toda a extensão do trecho adotado, além de um relógio digital com indicação de hora e temperatura.

A segunda fase compreenderá, numa parceria entre os empresários, moradores e Prefeitura a troca e padronização das calçadas com adequação para acessibilidade (rampas, piso antiderrapante, piso podotátil), colocação de piso intertravado (que garante a permeabilidade do solo), e o plantio de árvores frutíferas de pequeno porte em toda a extensão (pitangueiras, mexeriqueiras, aceroleiras, ameixeras). Há ainda o estudo, já avançado, para readequação dos trechos de estacionamento permitindo assim o aumento das pistas para maior conforto no trânsito dos veículos.

A Prefeitura está instalando um novo semáforo no cruzamento com a Rua José Dal Farra, o que também contribuirá para a reestruturação do espaço urbano  e as empresa entende que o programa proporcionará à cidade grandes iniciativas e mais qualidade de vida.