Iniciada a reformulação da Praça do Jardim Paraíso

A empresa Mulotto Construções Ltda. já iniciou o trabalho de limpeza e identificação das árvores que serão preservadas no processo de construção da Praça Isaltino Pereira, no Jardim Paraíso. A obra, contratada pela Prefeitura de Botucatu, deverá ser executada no prazo de quatro meses ao custo de R$ 381.120,00.

De acordo com Ângelo Henrique Mulotto, diretor da empresa, a previsão é no início dessa semana o maquinário seja deslocado até o local para iniciar a retirada dos tocos de eucaliptos e demarcação dos canteiros. “Vimos que foram plantadas algumas árvores no local e vamos procurar preservá-las. Aquelas que estiverem em locais que serão pavimentados serão transplantadas e reaproveitadas. Estamos tomando todo cuidado. Há inclusive ninhos de coruja no local”, informa.

Após essa etapa, a empresa fará a limpeza que permitirá o início das obras de terraplenagem. A nova praça contará com espelho d’água de 15 metros de diâmetro, piso articulado, instalação elétrica com lâmpadas led, acesso para pessoas com deficiência e amplo paisagismo. Nas bordas, contornando toda a praça, haverá uma espécie de barreira dois de metros, com jardim, que será construída para garantir mais segurança aos usuários do local.

“Trata-se de uma praça de transição. O projeto é muito bonito e o local deverá se transformar em um dos cartões-postais da cidade”, afirma o secretário municipal de Planejamento, Mário Pilan Júnior.

Essa praça foi motivo de muita polêmica em razão da Prefeitura autorizar o corte dos eucaliptos do local, no final do ano passado. Em reunião com moradores, o prefeito João Cury Neto, explicou que a madeira extraída da praça foi usada, emergencialmente, para reparar pontes da zona rural que foram danificadas pelas chuvas. Porém, o corte dos eucaliptos causou revolta da população daquele bairro e o próprio prefeito veio a público alegar que o corte foi feito de maneira precipitada, mas que o problema seria solucionado com a construção de uma nova praça.

“O corte das árvores foi um erro que gerou situação de revolta na população daquele bairro. Entendi e respeitei esse protesto dos moradores e nos prontificamos a solucionar o problema da melhor maneira possível, já que as árvores não poderiam ser devolvidas á praça. Nunca nos recusamos em resolver o problema e vamos dar aos moradores do Jardim Paraíso a Praça Isaltino Pereira, totalmente reformulada, com uma “cara” totalmente nova e moderna”, colocou o prefeito.

Fotos: Valéria Cuter