Galerias irão recuperar área atingida por erosão no Vila Di Capri

OBRAS DE GALERIA NO VILA DI CAPRI - FOTO CÉSAR CULICHE (6) (Custom)As fortes chuvas que atingiram Botucatu nos meses de maio e junho provocaram sérios danos no principal acesso aos bairros Vila di Capri e Jardim Ipê, na região norte da Cidade. A ausência de um sistema eficiente para o escoamento das águas pluviais agravou a situação de uma grande erosão existente há anos no local.

Parte do asfalto cedeu na confluência da Rua Carlos Guadagnini e das avenidas Universitária e Prefeito Joaquim Amaral Amando de Barros, abrindo uma grande cratera que obrigou a interdição total do trânsito de veículos. Os motoristas estão sendo obrigados a seguir pela Rua Miguel Catarino até a Rua Virgílio Bartoli para acessar bairros como Jardim Planalto, Jardim Itamaraty, Vila di Capri e Jardim Ipê.

A situação crítica obrigou a Secretaria Municipal de Obras a priorizar a recuperação de toda a infraestrutura do local. Desde a última quarta-feira, homens e máquinas foram deslocados para iniciar as escavações voltadas à implantação de um sistema de galerias capaz de absorver o grande volume de água que em dias de chuva descem de bairros como a Chácara dos Pinheiro e Jardim Planalto.

OBRAS DE GALERIA NO VILA DI CAPRI - FOTO CÉSAR CULICHE (2) (Custom)Uma grande caixa de captação já está em construção. No local deverão ser assentados tubos de um metro de diâmetro. Além de um dissipador que permitirão a captação e vazão adequada das águas em dias de chuva forte. A previsão é que essa etapa dos trabalhos se estenda por cerca de 45 dias. Também está previsto o aterramento da erosão, preparação do terreno para construção de guias e nova pavimentação.

A Prefeitura fará ainda a recuperação de um trecho da avenida Joaquim Amaral Amando de Barros onde a ausência de galerias fez aparecer uma grande quantidade de buracos no asfalto. A previsão é que, futuramente, seja feito o prolongamento da Avenida Universitária, permitindo a ligação entre o Jardim Itália e a Vila di Capri. Também está prevista a construção de uma rotatória que disciplinará a distribuição do fluxo de veículos na região.