Feira do Verde atrai milhares de pessoas ao Espaço Cultural

Entre os dias 7 a 11 de setembro, o Espaço Cultural “Dr. Antonio Gabriel Marão”, que fica na Avenida Dom Lúcio, região central da cidade, recebeu milhares de pessoas que vieram prestigiar a 18ª edição da Feira do Verde, com uma programação bastante diversificada, tendo opções de entretenimento, cursos de costura, apresentações musicais, expositores e variada praça de alimentação. Isso sem falar nas diferentes espécies de plantas e animais e equipamentos e cursos de jardinagem, compostagem e manejo de orquídeas.

Mais uma vez a Feira foi realizada pelas secretarias municipais de Meio Ambiente, Cultura, Turismo e Lazer, contando com o apoio da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp. Para a secretaria de Meio Ambiente, Cynthia Zanotto Salvador, o evento atendeu as expectativas daqueles que estiveram expondo ou comercializando os mais diferentes produtos, principalmente flores.

“O público compareceu para adquirir uma planta nova para seu jardim, como também renovar sua coleção de flores, principalmente orquídeas ou mesmo assistir aos shows e adquirir uma peça artesanal. A Feira também atendeu a pessoas que compareceram para passear com a família e degustar os produtos na praça de alimentação. Acredito que todo mundo saiu ganhando”, comentou a secretária.

Na parte artística, a proposta foi valorizar os artistas da Cidade que puderam apresentar seus trabalhos no palco, mas não faltaram personagens curiosas que desfilaram pela área do Espaço Cultural, como os (artistas) de ruas e o Homem Refluxo que deu seu recado sobre como proteger o Meio Ambiente do lixo doméstico.

{n}A Feira{/n}

Vale lembrar que a primeira Feira do Verde, promovida pela Prefeitura de Botucatu, ocorreu em 1994, com a participação de empresas de paisagismo, jardinagem, floriculturas e atividades afins de Botucatu e região. Desde então, esse evento vem ocorrendo anualmente durante a 1ª quinzena no mês de setembro.

No decorrer dos anos, verificou-se um sensível aumento na participação de empresas, bem como do interesse da população que se habituou a adquirir verdes e flores na ocasião, apresentando ao longo desses anos, várias inovações como a realização de atividades artísticas, concursos, vários cursos da área, além de praça de alimentação e de diversões.

Fotos: Valéria Cuter