Famílias sorteiam as próprias casas onde irão residir

A noite desta segunda-feira foi especial para 407 famílias botucatuenses que compareceram ao Ginásio Municipal de Esportes “Dr. Mário Covas Júnior”, para participar do sorteio das unidades habitacionais do Parque Residencial Santa Maria 1, no Jardim Santa Mônica, que integra o Programa Nosso Sonho e onde irão morar a partir do próximo dia 22 de abril. No dia 21 será feita a entregue das chaves.

Fizeram parte da Mesa dos Trabalhos o prefeito João Cury Neto; o secretário de Habitação Edson Bertani; o gerente regional da Caixa Econômica Federal (CEF), Rubens Moraes, o gerente geral da CEF de Botucatu, José Carlos Broto; o superintendente regional da CEF, Geraldo Machado de Oliveira e o representante da Haus Construtora que realizou a obra, Valdir Lopes .

O sorteio foi dividido em três etapas. Na primeira foram chamados os idosos. Cada um se posicionou em frente ? urna transparente e sorteou a casa em que vai morar. Em seguida o mesmo sistema foi adotado para pessoas com deficiência. Na terceira e derradeira fase foram sorteadas as casas restantes. Como isso, todas as 407 famílias saíram do ginásio sabendo a rua, a quadra e o lote onde irão morar.

Essas famílias foram contempladas através de um sorteio feito em praça pública no dia 15 novembro do ano passado. Foram considerados aptos pelo decreto nº 8.305/2010, os candidatos que moram, no mínimo, três anos no município, que não possuam imóvel e com renda bruta familiar de até R$ 1.395,00.

{n}Os contemplados {/n}

Uma das contempladas, Isabel dos Santos Chinaglia, saiu do ginásio sabendo que irá morar na Rua 02, nº 50, casa 129. “Estou aqui hoje realizando um sonho. Antes de pegar as chaves vou lá conhecer a minha casa mesmo que seja por fora. Não vejo a hora de entrar nela e colocar minhas coisas dentro”, disse Isabel.

Mário Sérgio Tavella Romagnolli, que vai morar na Rua Vicente Ventrela, nº 66, é outro mutuário que pretende conhecer a sua casa nas próximas horas. “Não vou agüentar a curiosidade. Se eu pudesse iria hoje mesmo. Assim que puder vou lá correndo para ver onde vou morar. Esperei muito por este momento”, disse Romagnolli.

Rua 06, nº 80, quadra-F. Será este o endereço de Odélia Victoratti, a partir do dia 22. “Parece que estou sonhando. Só quem paga aluguel sabe o quanto é importante morar na casa própria, pagando por aquilo que é da gente. Lutei muito por isso e graças a Deus consegui. Fui sorteada e fiquei entre as 407 (famílias) e vim hoje aqui sortear a casa onde vou morar”, frisou Odélia.

“Sei que fiz tudo certinho desde o começo e não acreditei quando ouvi o meu nome lá na (Praça da) Catedral no ano passado. Hoje vim aqui e ”escolhi” minha casa. Agora quero mudar logo”, disse Roseane Oliveira Silva, mostrando o papel que tirou da urna e que indica onde será sua casa: Rua 9, casa 216, número 50.

{n}Sonho almejado{/n}

Para o prefeito João Cury Neto, a aquisição da casa própria é um sonho almejado por muita gente. “Infelizmente não podemos dar casa para todos, já que há muito tempo não se constrói casas populares em Botucatu. Por isso fizemos uma avaliação para dar casa a quem mais precisa. As pessoas que foram sorteadas passaram por uma avaliação de dados para que os critérios fossem observados e todos estivessem dentro daquilo que está no contrato. Houve um atraso na entrega por isso, ou seja, cada caso foi avaliado individualmente, para não cometermos injustiças”, frisou Cury.

O prefeito ressalta que o processo foi feito na maior lisura possível. “Não é porque uma pessoa é amiga do prefeito, do vereador, do secretário é que ganhou casa. As habitações são para quem, realmente, precisa e que cumpriu com os requisitos exigidos. Agora nossa meta é buscar recursos para que mais casas populares sejam construídas para diminuir o défict habitacional da nossa cidade”, concluiu o prefeito.

{n}O emprendimento{/n}

Cada unidade habitacional do Parque Residencial Santa Maria 1 tem 36,72m² (2 dormitórios, banheiro, sala e cozinha) e conta com sistema de aquecimento solar. As residências serão destinadas ? s famílias com renda bruta familiar até R$ 1.395,00.

Implantado em uma área de 194.178,57 metros quadrados, o empreendimento contará com 76.766,98 metros quadrados de arruamentos e vias públicas. O novo conjunto ainda inclui uma área institucional de 9.332,65 metros quadrados destinada a Prefeitura Municipal de Botucatu, além de áreas de lazer e recreação. Todo o empreendimento foi desenvolvido seguindo os preceitos de sustentabilidade e respeito ao meio ambiente, mantendo 19.730,77 metros quadrados de áreas verdes.

O valor de cada casa fica em torno de R$ 40 mil, mas em dez anos a pessoa contemplada irá pagar apenas R$ 6 mil. As prestações variam acordo com o salário das pessoas e não vai ultrapassar 10% do vencimento. Por isso, se uma pessoa ganhar o limite máximo que seria de R$ 1.395, 00 vai pagar uma mensalidade de R$ 139,00. Com isso, a menor parcela será de R$ 50,00 e a maior de R$ 139,00.

Fotos: Valéria Cuter