Famílias em vulnerabilidade estão vivendo nova fase

A Defesa Civil do Município em parceria com as secretarias de Habitação e Assistência Social mapeou a cidade e constatou que  várias famílias viviam em condições sub-humanas, em áreas de risco. Todas essas famílias foram durante os últimos anos acompanhadas e assistidas pela Prefeitura e retiradas da situação em que viviam.  O prefeito João Cury repercutiu essa  ação nas redes sociais.

“Nas últimas semanas conseguimos transferir essas  famílias para as casas do Jardim Nova Esperança, que são reservadas por lei, para pessoas que se encontram exatamente em áreas de risco com grande vulnerabilidade social.  O sorriso e a esperança de dias melhores dessas famílias, no momento que chegou o caminhão da prefeitura para fazer as mudanças, vai ficar marcado para sempre nas nossas memórias.As novas casas representam a dignidade e a proteção da família, um novo momento para recomeçar!”

Prefeito lembra que as casas, algumas delas de papelão, hoje são só lembranças que ficaram para trás. “Essas  moradias estavam condenadas e foram demolidas pela Prefeitura porque ofereciam risco real de desabamento, assim evitamos que outras famílias se transferissem para lá.”

Realça que hoje, praticamente, não existem mais “favelinhas” em Botucatu. “Desde o nosso primeiro mandato, as que existiam foram demolidas e as famílias acolhidas pela Prefeitura e transferidas para os conjuntos habitacionais que construímos ao longo dos últimos anos”. E conclui:  “O processo de inclusão, de garantia de direitos e de geração de oportunidades oferecidos a essas famílias é uma experiência que não vamos esquecer jamais!”