Exposiçaõ da “Botuáfrica” pode ser visitada duas vezes por semana

Já está aberta para visitação pública todas as quartas e sextas-feiras, das 13 ? s 17 horas. a exposição permanente do projeto “Botuáfrica”, onde são produzidas roupas e acessórios feitos de tecidos estampados ? mão, baseados na cultura africana e afro-brasileira.

As visitas poderão ser feitas na sede do Instituto Botucatu, associação sem fins lucrativos de apoio a iniciativas de arte, cultura e desenvolvimento social, localizada na Rua Reverendo Francisco Lotufo, nº 652, na Vila Nogueira, sob a curadoria e coordenação geral de Silvia Sasaoka. Também poderão ser agendadas em outro período pelos telefones (14) 9641-3356 ou 9697-7271.

O Botuáfrica surgiu em 2010 e após ser divulgado nas revistas Casa Cláudia e Bons Fluídos da Editora Abril, e ser convidado pelo próprio Instituto Feira Preta para expor seus trabalhos no maior evento da cultura negra na América Latina na edição de 2012, o projeto iniciou no final de janeiro deste ano a comercialização de seus tecidos para o Japão.

A assessora de Políticas de Promoção da Igualdade e Ações Afirmativas, Conceição Vercesi, destaca que por meio desta exposição permanente a população terá mais acesso aos produtos do Botuáfrica. “Neste local as pessoas poderão conhecer o trabalho desenvolvidos pelas participantes do projeto e fazer suas encomendas”, enfatiza.