Erosões em rua do Jardim Panorama foram eliminadas

“O furo era bem mais embaixo”. Essa frase popular se encaixa perfeitamente nas erosões formadas na Rua José Tiago, região do Jardim Panorama. O problema foi levantado pelo vereador Abelardo que foi acionado por moradores daquela localidade na tarde de domingo. Os moradores mostraram preocupação com o aumento progressivo de três erosões formadas no asfalto naquela rua. Inicialmente o problema foi creditado ? infiltração de água da chuva, que havia comprometido boa parte do leito carroçável.

Entretanto, quando as máquinas estavam trabalhando no local, nesta terça-feira, foi descoberto que a erosão era muito maior do que se imaginava e tomou toda extensão da rua de uma calçada a outra. Isso porque uma tubulação de água da Sabesp havia estourado e a força da água, “moldou” uma espécie de túnel por debaixo do asfalto, deixando parte da pista sem sustentação, ameaçando os veículos que transitavam pelo local.

“No domingo quando cheguei ao local fiquei surpreso com o tamanho do buraco. Porém, fiquei ainda mais surpreso hoje (terça-feira) ao perceber que por baixo do asfalto o buraco era bem maior do se imaginava. Podemos dizer que se formou um túnel por debaixo do asfalto. O risco do asfalto ceder era eminente. Graças a Deus o problema não gerou maiores consequencias”, colocou vereador do PV.

O aposentado Antônio Volante, morador do local, que chamou a atenção do parlamentar para o problema repetiu que os buracos foram aumentado, gradativamente. “Chegou a um ponto que nos causou medo, pois uma criança poderia cair e se machucar. Também um carro poderia ficar preso. Mas a gente não podia imaginar que por baixo do asfalto o buraco tivesse essa dimensão. Agora com o problema solucionado a gente vai ficar mais tranquilo”, colocou Volante.

O trabalho da retirada das erosões foi feito em parceria pela secretaria de Obras da Prefeitura Municipal e Sabesp que estiveram no local, consertaram a tubulação estourada e taparam buracos da rua. “Tratava-se de um caso de extrema urgência. Não sei até quando o asfalto iria aguentar o peso dos carros, sem ceder. Essa é a função do vereador, ou seja, atender o chamado da população para encaminhar os problemas ? s autoridades competentes”, finalizou.

Fotos: Jornal Acontece Botucatu