Erosão do Jardim Monte Mor ganha proporções gigantescas

São, aproximadamente, seis metros de altura, 10 metros de largura e 80 metros de comprimento. Este é o tamanho da erosão formada na Rua 16 do Jardim Monte Mor, que está crescendo a cada nova chuva que cai na cidade. Segundo o morador Adenil Ferraz da Silva, de 72 anos de idade, a erosão aumentou significativamente nos últimos dias e está a poucos metros de sua casa.

A erosão foi formada em razão de ter estourado a tubulação de esgoto e foi se agravando com as chuvas. “Quando (a erosão) começou não dei muita importância. Depois percebi que a tubulação do esgoto havia se quebrado e a água foi levando a terra, até chegar nesse ponto que chegou. Além do buraco que ser formou, o esgoto está correndo a céu aberto”, revela o morador.

Ele faz uma revelação grave. “Com o esgoto correndo como um leito de rio as crianças daqui (Monte Mor), cercam a água, formando pequenas lagoas e entram na água para brincar. Por mais que eu fale, elas não me obedecem e mergulham nessa água podre. Tem criança aqui que já está com manchas e coceira pelo corpo”, alerta Adenil Silva.

O coordenador da Defesa Civil do Município, Domingos Chavari Neto, esteve no local na manhã desta terça-feira e não escondeu sua preocupação quanto ao problema que vem se agravando. “Já comuniquei a Sabesp sobre o estouro da tubulação. O esgoto não pode correr livre desse jeito. Recebi a garantia que esta semana eles vão procurar resolver o problema”, comentou Chavari.

Entende que o fato mais grave é com relação ? s crianças que brincam na água poluída. “Isso já está virando um problema de Saúde Pública. Estou levando o caso ao nosso secretário de Saúde. Com o estouro da tubulação a água poluída virou um entretenimento para as crianças. Essa água é 100% esgoto. Por isso o caso é grave e requer e carece de uma solução urgente, urgentíssima”, frisou Chavari.

Fotos: Valéria Cuter