Equipe do CRAS Leste desenvolve oficina contra bullying

Considerando a dimensão e as diversas faces que envolvem o Bullying e a Violência Escolar e as suas consequências, prejuízos e violação de direitos, a equipe do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), da região Leste realizou no dia 5 de maio oficinas socioeducativas na Escola Estadual Dr. Armando Salles de Oliveira.

As atividades consolidam as ações intersetoriais da rede socioassistencial da região leste de Botucatu. Participaram da atividade alunos do Ensino Médio e Ensino Fundamental.

A assistente social e coordenadora do CRAS Leste Nathália da Silva Carriel, a psicóloga Luana Bertoloni Yauch e a monitora Márcia Ricci conduziram as oficinas socioeducativas com aplicação de técnica de dinâmica de grupo que favoreceu a reflexão empática sobre os diversos tipos de bullying.

Segundo Nathália da Silva Carriel, a participação dos alunos foi expressiva, tiveram a oportunidade de discutir a fundo as situações vivenciadas e testemunhadas. Foi Trabalhado o conceito do bullying; sujeitos que envolvem as ações; o caráter intencional, continuado e repetitivo da violência; as formas como a verbal, moral, psicológica, social, física, material, sexual e a virtual denominada cyberbullying; as consequências que podem gerar as agressões e; finalmente, a importância do respeito à vida, à integridade e a diversidade que se encontra em nossa sociedade.

“Famosos que declararam terem sofrido de bullying e a Lei nº 13. 185 de 06 de novembro de 2015 que institui o Programa de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying) também foram pauta de discussão, bem como o dever da sociedade como um todo de conscientizar, prevenir, combater e denunciar as práticas de bullying. A campanha antibullying é continuada e sistemática e os alunos da EE Dr Armando Salles de Oliveira comprometeram-se a propagar informações para suas famílias e vizinhos, incorporando forças e tomando para si a responsabilidade de tal enfrentamento”, explica.

Outras atividades – No dia 5 de maio os adolescentes integrantes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do CRAS, da região Leste realizaram atividade externa e visitaram a Escola do Meio Ambiente de Botucatu – EMA.

A monitora Marcia Ricci, o estagiário de Serviço Social Wellington Mamedes e 32 adolescentes foram acolhidos pela equipe técnica da EMA que desenvolveu vivências socioambientais com o objetivo especifico de “trabalhar o ar como elemento da natureza e sua importância para os seres vivos.” Foram realizadas atividades como contação de história, caminhada/trilha pela mata, orientações ambientais, dinâmica de grupo e, finalizadas com um lanche comunitário.

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para adolescentes do CRAS Região Leste desenvolve trabalhos sob eixos temáticos específicos que envolvem a vida e o mundo jovem como saúde, sexualidade, educação, mercado de trabalho, cidadania, lazer e meio ambiente e a parceira com EMA enriquece as discussões e favorece o acesso a informações e conhecimento sendo esta uma estratégia lúdica para que se possa fortalecer o desenvolvimento pessoal, os vínculos interpessoais e comunitários e principalmente a multiplicação de boas informações.

(Ass. de Imprensa da Prefeitura)