Enfim, serra de Botucatu será liberada, porém, somente para veículos leves

A Assessoria de Imprensa da Concessionária Rodovias do Tietê divulgou uma nota informando que o trecho da Serra de Botucatu, na Rodovia Marechal Rondon, que está interditado desde janeiro, será reaberto na próxima quinta-feira, 31, apenas para veículos leves.

 

O deputado estadual Fernando Cury (PPS) e o prefeito de Botucatu, João Cury (PSDB), estiveram reunidos no início do mês com o presidente da Concessionária, Emerson Bittar, solicitando a máxima urgência para a solução deste problema, pois a interdição da Serra estava causando grandes transtornos para a população da região, principalmente da Baixada Serrana.

O prazo dado pela Rodovias do Tietê era a primeira quinzena de abril, mas em nota divulgada nesta quinta-feira, 24, a Concessionária informa que adiantará em 15 dias essa previsão, porém com algumas ressalvas. Só poderão trafegar veículos leves (caminhões não estão liberados), e a velocidade máxima será de 40km/h. Mesmo com a liberação, o trecho da Serra continuará em obras.

 

Leia abaixo a íntegra da nota da Concessionária Rodovias do Tietê

“Concessionária Rodovias do Tietê promoverá a liberação da serra para o tráfego de veículos leves

 

A Concessionária Rodovias do Tietê, com o objetivo de minimizar os problemas dos moradores da região serrana de Botucatu, não está medindo esforços para que a liberação do trecho da serra ocorra com brevidade e, por isso, realizará algumas medidas paliativas, em caráter emergencial, para que até o dia 31 de março, próxima quinta-feira, todos os veículos leves possam trafegar no trecho que hoje se encontra fechado.

Alertamos a todos os usuários para que observem as normas de segurança no trânsito pois, mesmo com o tráfego liberado apenas para veículos leves, o trecho da serra continuará em obras.

Atenção:

– A velocidade máxima para tráfego na serra será de até 40km/h.

– Caminhões não estarão liberados para trafegar no local neste primeiro momento.

Entenda:

É de conhecimento público que a serra de Botucatu sofreu grandes danos geológicos em relação à estabilidade de suas encostas devido, principalmente, à grande quantidade de chuvas que afetaram, prolongadamente, a região no início do ano. Por este motivo, a serra encontra-se até o momento fechada ao tráfego para que os reparos sejam concluídos.”

 

 

(Fonte: Leia Notícias)