Empresa de ônibus fará linhas para Rio de Janeiro e Paraná

De acordo com informações colhidas junto a Secretaria de Comunicação, o Terminal Rodoviário de Botucatu passará a contar com um guichê da Viação Esmeralda. A confirmação da vinda da empresa para operar no município foi definida durante audiência entre o prefeito João Cury Neto e o empresário Marcelo Gomes Fernandes, realizada na última terça-feira (22). O decreto que formaliza a autorização já foi assinado e o início das operações está previsto para os primeiros dias de dezembro.

A primeira linha a ser disponibilizada fará o itinerário entre Marília e Rio de Janeiro. Inicialmente será oferecido um horário diário, com saídas de Botucatu ? s 21h30, que passará por cidades importantes como São José dos Campos, Aparecida do Norte, Guaratinguetá, Rezende, Barra Mansa, Volta Redonda e Duque de Caxias. O objetivo é aumentar a disponibilidade de horários de acordo com o crescimento da demanda.

“Essa é uma linha importante, que vai de encontro com a necessidade de muitas pessoas de nossa cidade. Será muito útil, por exemplo, para os funcionários da Embraer, que tem sua base em São José dos Campos. Também atenderá alunos da Unesp, que já haviam se reunido comigo e feito essa solicitação por conta de Guaratinguetá manter um campus da universidade. Isso sem falar o grande número de romeiros e devotos que vão para Aparecida do Norte todos os anos”, comenta João Cury.

Mas a novidade não pára por aí. A previsão é que a partir de janeiro de 2012, a Viação Esmeralda venha a atender uma necessidade antiga da população: a ligação, através de ônibus rodoviários, entre Botucatu e cidades do Paraná. Desde o início do mandato, o prefeito João Cury Neto vem trabalhando para convencer as autoridades e empresários do setor de transporte a viabilizar a criação dessa linha.

No dia 15 de junho de 2009, o chefe do Poder Executivo encaminhou o Ofício 474/2009 ao diretor geral da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres solicitando a criação de uma linha regular de ônibus fazendo o trajeto entre Botucatu e as cidades de Maringá e Londrina, no Paraná.

“Tal interesse se justifica pela grande demanda de pessoas transitando entre tais cidades em razão do atendimento prestado pelo Hospital das Clínicas (Botucatu/SP), além dos estudantes da Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho – Unesp (Botucatu/SP), bem como em decorrência do elevado número de alunos de Botucatu e região que estudam na UEL – Universidade Estadual de Lodrina/PR e na UEM – Universidade Estadual de Maringá/PR”, traz trecho do documento.

A Viação Esmeralda aguarda apenas a entrega de alguns ônibus modelo Paradiso LD, que estão sendo encarroçados pela Marcopolo e o cumprimento de algumas formalidades burocráticas para colocar a linha em operação. O itinerário deverá passar por cidades como Bauru, Marília, Assis, Londrina, Apucarana e Maringá. Como as partidas acontecerão do terminal rodoviário de Botucatu, os passageiros ganharão em conforto e economia.

Em razão da necessidade demonstrada pelo município e o contato feito pelo prefeito, a empresa garantiu decisão judicial para operar a linha Marília/Rio de Janeiro, passando por Botucatu e também trabalha para obter autorização semelhante para a linha com o Paraná.

“Esse é um primeiro passo. A permissão ainda se baseia em uma ordem judicial. Nossa expectativa é que o mesmo aconteça em relação a linha para Maringá e Londrina. Esperamos que haja uma sentença final favorável ? manutenção dessas linhas servindo nossa cidade. Nosso sonho se realizará por completo com uma decisão definitiva da justiça”, explica o prefeito.

O empresário destaca os motivos que o levaram a escolher Botucatu para ampliar sua área de atuação. “Essa definição aconteceu depois de um estudo de viabilidade. Estamos chegando em uma cidade em franco desenvolvimento, importante pólo educacional e de saúde que se transformou em referência para a região por conta da presença da Unesp e também por abrigar empresas importantes como a Irizar e a Embraer. Além disso, levamos em conta sua localização estratégica e o fato de ser bem servida por rodovias. Fomos bem acolhidos pelo prefeito e seus secretários e nossa expectativa é a melhor possível”, coloca Fernandes.

O prefeito dá as boas-vindas ao grupo e demonstra satisfação em poder atender mais um pedido da população. “A vinda para nossa cidade de empresas como a Viação Esmeralda é mais uma mostra do potencial de Botucatu para novos negócios. Desde o início do nosso mandato vínhamos trabalhando pela criação dessas linhas. Recebi inúmeros pedidos de pais e de estudantes nesse sentido. Aquilo que dependia da prefeitura já foi feito. Ficamos na expectativa para que os ônibus comecem a circular o mais rápido possível”, declara.

E faz questão de enfatizar que, medidas aparentemente simples, tomadas pelo poder público, têm o poder de transformar a vida das pessoas. E para melhor. “Podemos citar exemplos como a abertura da Farmácia 24 horas, o fato da prefeitura e o Procon não fecharem mais para o atendimento na hora do almoço, a instalação de lixeiras na cidade e a estruturação da cooperativa de taxistas. No cotidiano são ações que fazem diferença”, conclui.