Em Brasília: Comitiva botucatuense pede apoio de Ministro para projeto de R$ 12 milhões na área de tecnologia

 

Reprodução Facebook: Ministro Marcos Pereira ao lado esquerdo de João Cury recebeu comitiva de Botucatu
Reprodução Facebook: Ministro Marcos Pereira ao lado esquerdo de João Cury recebeu comitiva de Botucatu

O prefeito de Botucatu João Cury esteve nesta segunda-feira, 05, em Brasília para uma audiência com o Ministro do Desenvolvimento, Industria, Comercio Exterior e Serviços Marcos Pereira. Na comitiva botucatuense estavam o Secretário Municipal de Ciência e Tecnologia Carlos Costa, o Presidente do Conselho de Administração do Parque Tecnológico e Vice-Diretor da FCA-Unesp Prof. Carlos Wilcken, o Deputado Estadual do PRB Wellington Moura e o empresário Carlinhos Romagnoli.

Segundo informações do próprio Prefeito Municipal, foi levado ao Ministro um projeto para construção de um Centro Empresarial e de Incubadora Tecnológica CEI-Tec. Os empreendimentos seriam construídos no Parque Tecnológico de Botucatu.

“O Ministro gostou e elogiou o nosso projeto e se comprometeu a nos ajudar a buscar os recursos necessários para tirá-lo do papel. O valor previsto para construção desse empreendimento é de R$ 12 milhões. Nesse centro vamos conseguir levar várias empresas que hoje estão buscando crescer e se desenvolver na nossa cidade. Se tudo der certo, em pouco tempo o nosso Parque já vai estar completamente tomado por empresas de base tecnológica e de alto valor agregado”, revelou nas redes sociais o prefeito de Botucatu.

O chefe do poder executivo ainda fez agradecimentos ao Deputado Wellington Moura pela forma como tem atuado em Botucatu. Pela proximidade com o empresário Carlinhos Romagnolli, que preside o PRB regional, o deputado tem se colocado à disposição em projetos que possam contemplar Botucatu.

O Parque Tecnológico de Botucatu está habilitado para desenvolver produtos e serviços nas áreas de bioprocessos, biotecnologia, meio ambiente, produtos florestais, produtos naturais da fauna e da flora, tecnologias sociais e logística. O prédio possui uma área total de 360 mil metros quadrados com 18 lotes de 1.500 metros quadrados.