Doação ao asilo repõe materiais perdidos em incêndio

 “Por se tratar de uma situação emergencial e com objetivo de retomar a rotina e acomodação dos idosos  providenciamos apoio ao Asilo  Padre Euclides pra fazer a entrega de colchões, cobertores, lençóis e tinta. A doação do material visa restabelecer a ala que foi atingida por um incêndio”.

Foi o argumento do coordenador de Defesa Civil do Município, Paulo Renato da Silva, ao entregar o material ao presidente da entidade, João Aguiar, para compensar a perda  do que foi perdido em um incêndio registrado no início da noite desta terça-feira, que atingiu as camas  e afetou as paredes da  ala dos fumantes. O incidente deixou um saldo de seis idosos e uma funcionária da unidade com intoxicação e ferimentos leves e um idoso chamado João Pedro, de 68 anos, sofreu queimaduras de 1º e 2º graus, mas não corre risco de morte.

O presidente João Aguiar, que coordena um quadro de 28 funcionários registrados, que consome boa parte do dinheiro do caixa e gastos básicos da entidade como água, luz, remédios, alimentação, entre outras despesas, lembra que o asilo depende do voluntariado e dos colaboradores para manter a Casa funcionando, com condições de dar um mínimo de conforto aos idosos”.

“Se a gente não tivesse colaboração externa não sei o que seria, pois o que a entidade recebe com as verbas governamentais não dá para pagar nem os funcionários.  Por isso toda a ajuda é bem vinda, principalmente numa ocasião emergencial  como esta”, colocou o presidente.


Aguiar ressalta que gostaria que a população tivesse maior participação no asilo. “Eu convido as pessoas para que venham ao asilo conhecer o tratamento que os idosos recebem, que venham conhecer o trabalho que estamos desenvolvendo. Se não puder ajudar tudo bem, mas o calor humano faz bem aos idosos. Quem puder contribuir, venha ficar sócio. A pessoa interessada pode nos visitar qualquer dia da semana. O asilo precisa de todos nós”,  finalizou.