Divulgado balanço de ocorrências após fortes chuvas

Nas últimas 24 horas o volume de chuvas atingiu 83 milímetros e apenas nos últimos quatro dias foram 216 milímetros, índice maior que o esperado para todo o mês de janeiro

 

O relatório preliminar da Defesa Civil de Botucatu com o resumo das ocorrências atendidas em razão de problemas causados pelas chuvas intensas que caíram sobre Botucatu nesta terça-feira (12), demonstra que o índice de precipitação pluviométrica registrado nas últimas horas foi atípico e exigiu ação rápida das equipes da Prefeitura e de outros órgãos envolvidos no atendimento às vítimas

Nas últimas 24 horas o volume de chuvas atingiu 83 milímetros e apenas nos últimos quatro dias foram 216 milímetros, índice maior que o esperado para todo o mês de janeiro. Essa situação resultou em um total de 249 chamados à Defesa Civil. Equipes da Secretaria Municipal de Obras e da Guarda Civil Municipal dividiram-se pelos bairros para sanar os problemas e, dentro do possível, devolver rapidamente a normalidade à cidade. 

Na Vila São Benedito, deslizamento de terra na Rua Adolfo Lutz obrigou três famílias a deixarem suas casas. Seis pessoas foram removidas para casa de parentes e outras seis foram encaminhadas ao CAMIM e posteriormente para o ginásio municipal de esportes.

No distrito de Vitoriana, oito famílias tiveram suas casas invadidas pelas águas das chuvas com perda de móveis e pertences. As ruas mais afetadas foram Duque de Caxias, Conde de Serra Negra, Turma Seis e Jayme Carnietto. 

Em diversas vias foram registrados pontos de alagamentos, entre elas Avenida Vital Brasil (próximo ao terminal rodoviário), Rua Ulisses Rossi Grassi (ponte do Rio Lavapés), Rua Independência (Vila Rodrigues), Avenida Dante Delmanto e Avenida Rafael Laurindo. 

As rodovias que cortam o município também foram atingidas por vários deslizamentos de terra. Na Domingos Sartori, principal acesso à Unesp e ao Hospital das Clínicas, foram quatro pontos de deslizamento com interdição parcial da pista. Outros seis pontos na Alcides Soares, dois pontos no entroncamento da Gastão Dal Farra com a Marechal Rondon e um ponto de deslizamento na Antonio Butignolli, na entrada de um condomínio universitário

As estradas rurais também foram bastante afetadas, sobretudo na região do Piapara e Rio Bonito. Houve ainda sete ocorrências de queda de árvores, oito casos de desabamento de muros de residências, 12 retornos de esgoto em residências e 17 casos de outra natureza.  Após o atendimento emergencial às ocorrências, nesta quarta-feira as equipes estão mobilizadas no atendimento complementar voltado à recuperação e limpeza dos locais mais afetados pelas chuvas.

“A cidade inteira foi atingida. Queremos atender a todos mas temos que priorizar os locais onde existem idosos, crianças e pessoas com mobilidade reduzida. Precisamos liberar os locais para acesso ao SAMU, ambulância, transporte coletivo. Esperamos contar com a compreensão das pessoas nesse momento crítico. Fico tranquilo porque temos, em todas as secretarias, funcionários competentes e absolutamente comprometidos com esse trabalho de atendimento à população. Equipes da Secretaria de Obras invadiram a madrugada trabalhando. Isso nos enche de orgulho”, declara o prefeito João Cury.   Quem precisar de atendimento emergencial deve entrar em contato com a Defesa Civil pelo telefone 199.